segunda-feira, 15 de dezembro de 2008
Avatar

Misanthrope - IrremeDIABLE

1 comentários

Gênero: Avant-Garde Metal
Ano: 2008
Pais: França
Comentários: Misanthrope é uma das bandas mais originais da atual cena do metal, vinda da França, celeiro de bandas excelentes e experimentais. Depois dos seus dois últimos e frutíferos álbums Metal Hurlant (2005) e Sex Sadistic Daemon (2003), a banda volta mais pesada, técnica, progressiva do que nos seus antecessores com IrremeDIABLE, contando a história de Charles Baudelaire, escritor, artista e doidão de carteirinha que viveu entre a França e a India no século IX se drogando, bebendo pra cacete (especialmente o absinto), e escrevendo poemas simbolistas sensacionais. Voltando ao álbum, a banda como já dito está ainda mais progressiva e pesada do que seu antecessor, Metal Hurlant, e menos cheia de frescuras que o Sex Sadistic Daemon. Mas ainda com um diferencial, melodias mais acentuadas, com uso de vocais limpos chorosos e tudo mais. Sem dúvida encaixou-se muito bem no som da banda. As guitarras continuam pesadíssimas, com solos malucos, técnicos e absolutamente rápidos. A bateria está bem mais pesada que nos álbuns anteriores, caindo em velozes Blast Beats dignos de Black Metal até Grooves mais modernos, quase 'gothenburg', e não raros momentos mais Doom com levadas cadenciadas. Os vocais, pra quem conhece, sabe que são rasgados e escrachados, com as letras 100% em francês, um grande diferencial. A banda conseguiu colocar muito bem o idioma no metal, de forma que é quase imperceptivel a diferença. O baixo da banda é um espetáculo a parte, solando diversas vezes. Pra quem estranhou o Avant-Garde, a banda é uma das melhores caras novas do Metal Extremo mundial, não por serem novos (a banda teve inicio em 1988 e chega a seu 9° Full-Lenght) mas por inovarem constantemente, misturando estilos em uma massa coesa de agressividade e peso. Vê-se aqui de tudo, Death, muito Death, Black, Doom, Gothic (em doses pequenas) e muuuita Progressividade. Recomendado para amantes do metal mais extremo, querendo algo REALMENTE novo e diferente. Quem já conhece a banda não tem nem o que pensar, é baixar e gozar. Destaco do álbum as músicas Prodigalite, um dueto piano e voz abusando de progressividade, na faixa mais calma do álbum, e a quase épica Le Dandy De Boheme, com um refrão dificilmente esquecido pelas vozes limpas e chorosamente melancólicas. Mas de fato essa é uma banda que dificilmente faz algo ruim, e não arrisca em experimentalidades muito extravagantes como nos outros álbuns, o que torna o disco mais acessível. Excelente lançamento.
Tracklist:
1. Les retourneurs de pierres 05:21
2. Phénakistiscope 05:11
3. Les limbes 04:49
4. Le passager du hasard 04:37
5. L'infinie violence des abîmes 04:01
6. Prodigalité 02:24
7. Le dandy de bohème 03:41
8. Fantasia artificielle 06:00
9. Le maudit et son spleen 06:28
10. Plaisirs saphiques 04:37
11. Névrose 03:51
12. 1857 06:11
13. Ixion 04:52
14. L’oracle de la déchéance 05:34
15. LXXXIV L'IrréméDIABLE 02:38

One Response so far.

  1. Jael says:

    Otima banda... Com muito Baixo \O/

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.