terça-feira, 23 de junho de 2009
Avatar

Job For A Cowboy - Ruination

7 comentários


Gênero: Deathcore, Death Metal
País: Estados Unidos
Ano Lançamento: 2009
Comentário: O Job For a Cowboy consegue ser mais brutal a cada disco que lança. Ruination está magnífico, não só por sua brutalidade, mas por sua técnica e qualidade sonora. Vocais guturais insanos de Jonny Davy, liberam agressividade e adrenalina nas canções, riffs cadênciados, bateria técnica, com bumbos bem definidos. Enfim, ouçam Constitutional Masturbation e batam cabeça!

Tracklist:

01 - Unfurling A Darkened Gospel
02 - Summon The Hounds
03 - Constitutional Masturbation
04 - Regurgitated Disinformation
05 - March To Global Enslavement
06 - Butchering The Enlightened
07 - Lords Of Chaos
08 - Psychological Immorality
09 - To Detonate And Exterminate
10 - Ruination

MySpace

Download MediaFire

7 Responses so far.

  1. Forbidden says:

    Não só o álbum em si é ótimo, como o conceito por trás dele é sensacional. Atentem para a capa, com as bandeiras de diversas potências mundiais, a pose de tirano e músicas como "March To Global Enslavement". Melhor coisa que o Death Metal faz em anos.

  2. Arthu says:

    na minha opinião, esse é o melhor disco da banda!!! Acho que o anterior deixou muito a desejar, mas o Ruination? Puta que pariu! Muito foda!!!

    Um dos melhores lançamentos de 2009 com certeza!!!

  3. Koticho says:

    Viado eu ja tinha upado e ia postar aehaoiehae. Mas enfim, CD lindo, puta merda, obra prima do metal extremo

  4. Dethfuck says:

    caralho esse caras arrebentam .. eu achei um album mai violento e melhor

  5. Andre says:

    grandíssima banda... já to surtando com o som aqui euaheuhau, muito bom o up! vlw

  6. Perfeição completa!trabalho muito bém feito,quém que escutar uma bom trabalho,tá aí...

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.