quinta-feira, 24 de junho de 2010
Avatar

Andre Abujamra - Discografia

2 comentários
Gênero: Pop Rock/ Alternativo/ Experimental/ Afro-beat
País: Brasil

Comentário: Sinceramente, não sou lá um grandissíssimo fã da musicalidade do paulistano André Cibelli Abujamra, porque assim como o Zeca Baleiro, Abujamra aproveita cada estilo musical, é um verdadeiro zé chupança da música (no 'bom' sentido). Mas tem muita coisa que gosto, é claro. É o tipo do artista que se você não gostar do ritmo de certa música, ainda terá sua letra como recompensa, e esse é o forte dele (Nem todas, tem umas letras bem nonsense e outras focadas no cadomblé). Suas letras muito dizem, você ouve, logo reflete. Pena que, um grande artista como este, esteja ainda fora do alcance dos ouvidos e olhares de muitos, principalmente aqui no Brasil. Muitas vezes suas músicas fazem enorme sucesso, e até vão parar nas "paradas de sucesso" em alguns lugares do país, mas, na voz de outros cantores. Como é o caso na belíssima "O Mundo", que faz parte da trilha de uma das atuais novelas da Tv Bobo, cantada por nada menos que um time de primeira: Lenine, Zeca Baleiro, Chico César e Paulinho Moska (Dizem que a Zélia Duncan também participou, mas não consegui perceber sua voz (Se eu estiver errado, por favor me corrijam, não encontrei informações, foi tudo de ouvido)). Outra coisinha, Andre Abujamra não é somente compositor e cantor (como se isso fosse pouco) mas também multinstrumentista e ator.
Abujamra, em 1985, junto com Maurício Pereira, montou a banda Os Mulheres Negras, e se autodenominavam a terceira menor big band do mundo. O som deles era um pop rock experimental com instrumentos eletrônicos. Lançaram somente dois álbuns, Música Serve para Isso (1988) e Música e Ciência (1990). Com o fim da banda, Abujamra participou da banda Karnak, e hoje, está em carreira solo.
Pensei em fazer num único post, a adição de sua carreira solo, Os Mulheres Negras e Karnak, mas vou deixar como está, somente linkando para os demais posts que eu irei criar.

O Infinito de Pé
Voltando um pouco, vamos falar deste CD, Infinito de Pé. Não vou mentir e bancar o "apreciador, amante e pucha-saco da música brasileira", não! Digo que não gostei de todas as músicas, mas também não cheguei a odiar. O que não me agradou é o fato de não ter gostado de algumas letras, e também por achar alguns ritmos cansativos, como é o caso da "Nóis Eh Sampli", um som eletrônico mais para o Hiphop. "Namburuquê" é talvez a única letra que realmente detestei, mas isso foi por questões de crença mesmo. As 3 primeiras são muito boas por suas batidas formadas por ritmos brasileiros, um belo trio logo de cara. "Curriculum" não é uma música, ou é, não sei, rs. Se trata de uma "autobiografia" (??) de 10minutos totalmente falada, mas com um pouco de melodia, um violão de fundo e outros instrumentos que entram e saem ao decorrer dela. Sobre as letras, destaco "70%", "Elevador", "Essa Música Não Existe" (a música mais "rocker" do CD), "Infinito de Pé", "O Dah Ho" e "Olho Azul".


Retransformafrikando
Pra começo de conversa, eu nem sabia da existência deste CD ao começar a resenhar este post. Destaco o criativo encarte (Vocês dizem: Puta que o pariu, você está louco? Nunca vi uma capa tão tosca e feia em toda minha vida!), mas calma, não estou falando do "casal de mim mesmo" (gostaram né? eu que inventei), mas sim das outras partes do encarte onde se encontram as letras. Esse álbum, se não me engano, veio após a cirurgia de redução de estômago que o Andre fez, e então, resolveu transformar isso em arte, no caso, em música. Mas que fiquem na curiosidade, dentro do álbum, estão os encartes, basta baixarem.
Sobre a música, parece até outro cantor, pois aquela coisa louka do primeiro, meio que se foi, o álbum parece ser mais direto em seu som, várias faixas encrustadas no rock influênciado por demais ritmos, mas é muito simples assim mesmo, comportado de mais, parece que as músicas se repetem. Na verdade, nem sei o que dizer deste álbum, não consigo nem ao menos indicar uma música. E nem vou.

Outra coisa interessante, Andre está fazendo divulgação do lançamento de seu próximo CD (MAFARO) em vídeos no Youtube, o lance é que, isso começou vários meses antes (ainda no começo de 2009), e o lançamento ainda está previsto para Abril deste ano. Outra coisa, tais vídeos na sua maioria, são sátiras em cima de vídeos que nada tem relação, o que pra mim, é engraçado e criativo.
SIM, ele é filho do grande Antônio Abujamra - Mão de fogo.

Site//Myspace

O Infinito de Pé (2004) 
Tracklist:
1. Olho azul
2. Infinito de pé
3. Nóis eh sampli
4. O dah oh
5. Essa música não existe
6. Natureza
7. Tempo
8. Atoto
9. Namburuquê
10. Palmeira do deserto
11. 70%
12. Elevador
13. Blue Rose, Senha do motim
14. Magina de Pipo
15. Curriculum
Mediafire

Retransformafrikando (2008)
Tracklist:
1 - Retransformafrikando
2 - Babaloo
3 - Pangea
4 - Menor é melhor
5 - Arroba de dor
6 - Tattoo
7 - Lagrimar
8 - Estrago o ninho
9 - Senhores do Tempo
10 - Ceilão
11 - Churrasquinho grego
12 - Afriko
13 - Amor caquinho
Mediafire

2 Responses so far.

  1. Olá, concordo com voce em vários pontos, principalmente quando voce lamenta o fato de André não ser reconhecido o quanto merece aqui no Brasil. Sou fã dele desde que conheci o Karnack. Fico triste em pensar que se um artista com o talento que ele tem e demonstra não é um campeão de vendas em nosso país...quem o será??

    Abraços e parabéns pelo blog.

    P.S Se tiver tempo e saco dá uma passada em meu blog, onde também faço umas resenhas sobre discos, e deixe um comentário mesmo se for só pra esculachar o blog, hehehe.

    Inté.

  2. Anonymous says:

    Tá de parabéns o Blog. Sou fã dos Abujamra, pai e filho, grandes talentos.

    PH

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.