sexta-feira, 9 de julho de 2010
Avatar

Jerry Goldsmith - The Omen: Soundtrack

3 comentários
Gênero: Original Motion Picture Soundtrack (Trilha sonora)/ Suspense/ Horror/ Drama
País: EUA
Ano: 1976

Comentário: Não basta ser um dos mais sinistros filmes do gênero "terror" de todos os tempos. Este deve acompanhar uma fantástica e inesquecível trilha sonora "diabólica".
Um dos filmes mais comentados de todos os tempos, cheio de acontecimentos inusitados que até hoje se confundem entre o real e o sobrenatural, a verdade e a mentira. E mesmo assim ficando no underground de Hollywood...

Essa sem dúvida é uma de minhas trilhas favoritas, e também a mais forte. Claro que podem desconfiar, pois sou um eterno xiita da série "The Omen" (conhecida no Brasil como "A Profecia"), principalmente o livro, que acreditem, é 5x mais assustador que o filme... só não é mais porque Jerry Goldsmith (série Star trek, série Rambo, The 13th Warrior, The Mummy, Mulan, Gremlins I e II, Poltergeist, Planet of the Apes, Alien, etc) fez uma verdadeiro pacto com o cramunhão e deu vida à esta soundtrack perversa, que lhe garantiu o Oscar de melhor trilha sonora. Brincadeiras à parte (sobre o pacto), pois acredito muito no potencial humano, mas mesmo assim fico surpreso toda vez que ouço este CD.

O filme não fica para trás. Tem uma linda fotografia, uma história forte e polêmica, ótimas atuações, principalmente do pequeno Damien (Harvey Spencer Stephens) e de seus pais Robert Thorn (Gregory Peck) e Katherine Thorn (Lee Remick). Juntando à um enredo de romance, drama, suspense e terror.

Algumas informações sobre o filme:
Diretor: Richard Donner
Produtor: Harvey Bernhard
Escritor: David Seltzer
Atores: Gregory Peck, Lee Remick, David Warner, Patrick Troughton, Billie Whitelaw, Harvey Stephens, Leo McKern, Martin Benson.
Compositor: Jerry Goldsmith


Tracklist comentada:
1. Ave Satani é a supremacia diabólica em forma de música. Não é possível se referir à The Omen sem citar Ave Satani, é no mínimo falta de consideração à grande obra. Também é a faixa que emprestará elementos para outras tracks do filme. Infelizmente a mesma é bem curta.

2. New Ambassador é uma bela música romântica, que é tocada em um dos poucos momentos de real aproximação carinhosa entre Robert e Katherine Thorn.

3. Killer's Storm lembra a Ave Satani no seu início, mas depois se torna um som meio confuso e atormentador, num ritmo rápido.

4. Sad Mensage é uma música de fundo mesmo, que se esconde, por sua lentidão, apesar de ter elementos da qual você pensa "Estou com um mau pressentimento!".

5. Demise if Mrs. Baylock, tema da babá, que na minha opinião, foi o personagem pior caracterizado... quem leu/ler o livro entenderá o que digo. Sobre a trilha, já começa abrupta, ou seja, pela faixa você já imagina aquela babá dos infernos pulando sobre você (oskaksa). A música é forte do começo ao fim, porém tem algumas passagens que se destacam. Comentário por Jerry Goldsmith aqui (contém cenas reveladoras, SPOILER).

6. Don't Let Him é outra calma mas com um peso de suspense, que pode se encaixa bem em cenas nas quais o principal está em busca de pistas e vez ou outra sente-se vigiado por alguém.

7. Piper Dreams uma música até romântica, mas lembra "descobertas", ou também reflexões. Inteiramente cantada. Comentário por JG aqui (contém cenas reveladoras, SPOILER).

8. Faill A faixa mais lenta... por pouco tempo. É uma música que apesar de calma, tenta misturar o terror e a confusão, mas o resultado é de uma faixa por vezes até cômica, claro que esta é a real intenção, inclusive uma das minhas faixas favoritas.

9. Safari Park, o que este CD usa muito é a velha fórmula: inicialmente um música lenta e até agradável, posteriormente lentamente ou até mesmo um abrupto suspense. Aqui o mesmo ocorre, mas de forma mais comportada e rápida, mas fundamental para a cena.

10. Dog's Attack, ao menos no livro, é uma das cenas mais medonhas, já no filme, com poucos recursos e com cães reais, não foi possível tal reprodução, infelizmente, mas fico feliz por não terem usado bonecos escrotos, transformando-no num filme trash (não que eu não goste deles, mas este não podia ser assim). A faixa é dominada pelos violinos que formam uma camada de som, por vezes quebrada por ataques de fúria. Mais ao final temos o já supra-cantado (rs) verso: "Sanguis Bibimus. Corpus Edimus." Que significa: "A carne que comemos. O sangue que bebemos". Comentário por JG aqui (contém cenas reveladoras, SPOILER).

11. Homecoming é uma música boa para acompanhar pessoas depressivas. Bela.

12. Altar. Sim, você já ouviu essa letra várias vezes (osakosa), mas essa é mais agitada, talvez como o título sugere, mas vale a pena ouvi-la toda por sua intensidade.

Aos interessados, o filme pode ser encontrado em torrent nos trackers The Pirate Bay e IsoHunt.

Para quem se interessa por soundtracks, acessem aos links comentados. São vídeos ao qual o gênio Jerry Goldsmith faz comentários sobre algumas das músicas que criou, além das cenas onde elas aparecem. Infelizmente está sem legenda. Como eu tenho o DVD original, com tudo legendado, poderei algum dia ripar e upar para o Youtube, se alguém se interessar, claro.

Fiz uma análise em um de meus blogs: The Omen

|Megaupload| Post re-postado, um dia volto com mais links.

3 Responses so far.

  1. Igor... says:

    Ave Satani é bem perturbador e a letra mais ainda O.o Mas gostei e

  2. Igor... says:

    Ave Satani é bem perturbador e a letra mais ainda O.o Mas gostei e

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.