sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011
Avatar

Igorrr - 2 álbuns

2 comentários



Gênero: Breakcore, Experimental
Ano: 2006
Label: Sem label, lançamento independente
País: França


Poisson Soluble foi o álbum de entrada do Sr. Serre na cena eletrônica, e sinceramente, o melhor álbum dele, e vou explicar o porquê.

Nenhuma música desse álbum é igual à outra, nem seguem um ritmo definido. Enquanto o álbum começa com a Petit Prelude Perimé e suas blasts de baterias em velocidades insanas, ao mesmo tempo acompanhadas pelo som, aparentemente, de um cravo (instrumento de origem italiano similar a um piano), ela passa pelas excelentes Mastication Numérique, que pode ser designada como uma "viagem experimental à Veneza", como você vai perceber pelo instrumento de funso usado na música; A criativa Tartine De Contrebasse, que tem, além de snares distorcidos e glitches quase constantes, sons de baixo muito bem tocados (me pergunto se foi o próprio Serre quem gravou o baixo); Depois, a experimentalíssima e até lenta Dixit Dominus, que mais parece do Aphex Twin do que do Igorrr, a única coisa que realmente assina o nome dele é que se trata de um "remix" de uma ópera, de mesmo nome, composta por Handel; E termina na melancólica Sorbet Aux Ongles, com seus riffs de guitarra meio tristes e ritmo devagar.

Não vou mentir, é um álbum difícil de ser escutado por alguns, já que tem um ritmo tão "sem sentido", mas é um excelente álbum e foi o que colocou o Igorrr na minha lista de artistas favoritos. Escute o álbum com atenção, pois é coisa fina. Ah, e outra coisa: Um lançamento desse ser independente merece ainda mais respeito.


Tracklist:
  1. Petit Prelude Perimé
  2. Mastication Numérique
  3. Tartine De Contrabasse
  4. Pizza Aux Narines
  5. Dixit Dominus
  6. Seuer De Caniche
  7. Dieu Est-Il Un Etre? 
  8. Sorbet Aux Ongles

Link: Mediafire
 Sim, a capa é a mesma do Baroquecore, só muda a legenda embaixo do quadro.

Gênero: Breakcore, Experimental
Ano: 2010
Label: Ad Noiseam
País: França

O próximo da lista, Nostril, foi lançado no ano passado. Lembro até de ficar numa expectativa enorme pelo lançamento do álbum, um F5 frenético por uns dois meses na shoutbox do Igorrr, na Last.fm, até que um amigo meu de lá me mandou o álbum. Mais uma vez, Gautier Serre me lança uma pedrada com doses cavalares de música clássica/barroca e insanidade. Vamos ao review:

Acho que esse é o álbum mais barulhento e mais doido do Igorrr até agora, e o que mais abusa da música erudita/barroca em todas as formas.

O maior destaque do álbum é a música Melting Nails, a música mais Breakcore e mais bem-feita dele: Nada de exageros no uso de samples de música clássica ou nada fora do comum, apenas o bom, puro e descompassado Breakcore. Outros destaque vão para Cruciform Dachshund, Tendon, Excessive Funeral e Pavor Nocturnus.

No geral, mesmo usando 5 das 6 músicas do EP Baroquecore (tirando a Terrine), o Nostril é mais um trabalho insanamente bem-feito do Sr. Gautier Serre. Se você gostou dos outros releases dele e procura algo bizarro e genial, vai gostar muito desse álbum. Falo sério.

Tracklist:
  1. Double Monk
  2. Tendon
  3. Excessive Funeral
  4. Very Long Chicken
  5. Melting Nails
  6. Pavor Nocturnus
  7. Caros
  8. Cruciform Dachshund
  9. Half A Pony
  10. Unpleasant Sonata
  11. Dentist
  12. Fryzura Konika
  13. Veins
  14. Moldy Eye


Link: Mediafire


Nota: Se as capas não aparecerem de novo, avisem-me nos comentários, por favor.

Nota II: Seguindo o legado dos manos Nameless e Damien, decidi postar esses dois Fulls que faltavam pra completar a discografia do Igorrr aqui no Pignes.

2 Responses so far.

  1. òtimo post, Rhafael.

    Quanto às imagens, baixe-as no computador e faça upload pela ferramenta do blogger;

    Aqui, acesse este link para entender http://pignetes.blogspot.com/2010/11/dicas-para-posts-imagens.html

  2. o segundo album está corrompido vlw obrigado.

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.