segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011
Avatar

Sobre A Máquina - Decompor

3 comentários
Gênero: Experimental, Post-Industrial, Dark Ambient
País: Brasil (Rio de Janeiro)
Ano: 2010
Selo: Sinewave

Comentário:
Influenciado por bandas como SPK, Einsturzende Neubauten, Cranioclast, Swans, Sunn O))) e Nadja, o projeto Sobre A Máquina chama atenção e traz orgulho e simpatia aos apreciadores brasileiros (e estrangeiros) deste tipo de música tão pouco visto dentro de nossas fronteiras. Uma variante de experimentalismo sobre as bases mórbidas e desconcertantes do drone e do clima frio do tão orgasmicêntrico post-rock. Uma ebulição resultante de boas e más influências; de diários mentais entendiantes e tediantes; de experiências diversas e de uma canseira quase mortal da vida como ela se encontra hoje; da beleza da simplicidade e talvez da complexidade do falso-belo; da esperança escondida em rostos fechados.
Algo que podemos simplesmente capitar em nosso dia-a-dia; eles capitaram e transformaram em música.

Mas este é meu diálogo; será mesmo que foi a mensagem e as bases usadas por Cadu, Emygdio e Ricardo? Será que o trio carioca, tachado de experimental/post-industrial/dark ambient, concorda com tal descrição? E o que o compositor Cadu T. teria a dizer?
Na verdade ele já disse, em entrevista ao Fernando Augusto Lopes, do blog Floga-se (veja aqui).

Aparentemente foi sim a idéia deles, mas é fácil pensar isso ao tentar decompor seu disco. E não é pra menos um título destes. As músicas parecem realmente serem feitas para 'desmontar' (ou montar), e não é apenas (ressalto: 'apenas') um oportunista jogo de idéias meu sobre o título do álbum (como podemos notar, no encarte ainda existe uma insinuação com o nome Decompor, e claro, com a imagem do 'cão-mecânico'. Mundo cão; mundo mecânico). Após baixar, veja se encontra os elementos casuais de que mencionam. Fique inquieto e ao mesmo tempo conformado e confortado. Sinta a repetição que se mistura com ruídos dos quais se desprendem de suas próprias fontes e passam a perambular ligeiramente pelo ar. Nas belas melodias numa incansável briga com outras sonoridades irritantes. Nisso posso concordar com a resenha feita no Ponto Alternativo, onde também o disco entrara na lista de André Forte dos seus melhores álbuns de 2010.

O álbum foi lançado pelo selo Sinewave — netlabel responsável por apresentar bandas como Black Sea, Amnese, This Lonely Crowd (postada aqui), e outros de semelhante estilo e qualidade — e disponibilizado de graça para ser baixado e distribuído aos quatro cantos da Terra. Mas a parte legal é o reconhecimento do Cadu & Banda para conosco do Ignes Elevanium. Então, boa sorte na caminhada, estaremos aqui para resenhar o próximo álbum.

E assim finalizo este post dizendo que Sobre A Máquina nos ensina que se locomover de ônibus pode ser uma boa fonte de inspiração e de trama de idéias; desde que esteja na janela (a parte chata é a superlotação e um 'calor de 40 graus, às 8 da manhã').

Tracklist:
01. Expediente Contínuo
02. Rotina
03. Fôlego
04. Conflito

Ouça:


Download:

3 Responses so far.

  1. Jonathan says:

    kkkkkkkkk
    vivo a rotina de andar em ônibus superlotados.
    realmente aflora a mente.
    gostei da faixa amostra.
    vou baixar!

  2. Airton says:

    Muito bom, para provar que Pós-Industrial não é só Curtitiba - São Paulo

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.