quinta-feira, 24 de março de 2011
Avatar

Tori Amos - Strange Little Girls

0 comentários
Gênero: Pop, Alternativo, Piano Rock
Ano: 2001
País: Estados Unidos

Comentário: Tori Amos é uma compositora e pianista Norte Americana, uma das poucas cantoras pops que se utilizam do piano como instrumento principal em sua musicalidade. Em 1995 Amos formou uma banda, Y Kant Tori Read, cujo nome é uma referência aos tempos do Conservatório, onde ela era capaz de tocar músicas no piano simplesmente depois de ouvi-las, mas não conseguia usar partituras. Além de Amos, o grupo era formado por Steve Caton (que depois tocaria guitarra nos seus álbuns), o baterista Matt Sorum, o baixista Brad Cobb, e, por um curto período, o tecladista Jim Tauber. Y Kant Tori Read foi lançado, não tendo uma boa recepção, deixando Amos desanimada e humilhada. Depois do fiasco, Amos começou a trabalhar com outros artistas (incluindo Stan Ridgway, Sandra Bernhard e Al Stewart) como backing vocal.

Ela também gravou outra música, chamada “Distant Storm”, para o filme China O’Brien; nos créditos, a música é atribuída a uma banda chamada Tess Makes Good. Foi a única música gravada pela banda, e seu único lançamento comercial foi no filme. A partir daí, Tori parte para carreira solo. As primeiras gravações que mostrou foram rejeitadas, com a justificativa de que “a fórmula da garota pianista não ia vender discos em um mercado de grunge, rock, rap e dance music no começo dos anos 90”. Exaustivamente retrabalhado e expandido com a ajuda de Steve Caton, Eric Rosse, Will McGregor, Carlo Nuccio e Dan Nebenzal, o disco acabou cheio de crueza, músicas emotivas recontando sua criação religiosa, despertar sexual, luta para afimar sua identidade e lembranças do estupro. Os executivos da Atlantic mudaram de idéia ao ouvir a versão atualizada, com planos de promovê-la a herdeira de Joni Mitchell e Laura Nyro, ou ainda uma versão feminina de Elton John. Esperando que o tradicional mercado britânico de mente aberta acolhesse Amos para atingir depois os Estados Unidos, a Atlantic fez com que Amos tocasse em pequenos clubes ingleses no começo de 1991, preparando-a para o lançamento do novo álbum, chamado Little Earthquakes.Durante esse período, Amos tornou-se amiga do autor Neil Gaiman, que se tornou seu fã após ser homenageado na música “Tear In Your Hand”, e também em entrevistas. A personagem Delírio, da série Sandman, de autoria de Gaiman (ou mesmo sua irmã Morte), é alegadamente baseada em Tori Amos. Gaiman passaria a ser um amigo de longa data e um colaborador. Seu álbum de 2006, Ferret Records, contém um verso de Tori no título (Where’s Neil When You Need Him? - Onde Está Neil Quando Você Precisa Dele?), além de uma música da cantora, Sister Named Desire. Amos também escreveu o prefácio de Morte: O Preço da Vida, outro livro de Gaiman.

Em 2001, Tori lança o Strange Little Girls. Apesar deser um disco cover, na minha opinião é um dos melhores dessa visceral artista. Tori não usa fómulas pops pré fabricadas, porém, consegue fazer músicas emotivas, contagiantes e de cunho reflexivo. Adoro esse álbum, e espero que vocês também gostem. Destaco o cover Enjoy In The Silence do Depeche Mode e a Raining Blood do Slayer, interpretada de forma sombria e abstrata.

Site

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.