terça-feira, 1 de março de 2011
Avatar

Ulver - Perdition City

2 comentários

Gênero: Experimental, Trip-Hop, Avant-Garde
País: Noruega
Ano: 2000

Comentário: O Ulver é uma banda norueguesa que teve presença marcante e influente no gênese do movimento Black Metal Norueguês no começo da década de 90. Mas, mesmo dentro da cena, no núcleo fundamental do gênero, o Ulver, liderado por Garm (Krystoffer Rygg) sempre teve uma visão e mentalidade diferente. Enquanto seus amigos queimavam igrejas e matavam outros membros de bandas norueguesas, Garm era alheio a tudo isso e só se interessava pela música. Para quem não acredita, basta assistir o documentário Until the Light Takes Us.

A influência da rica cultura folclórica nórdica imperou em seus trabalhos na primeira fase do grupo, conheçida pelos fãs como a Trilogia do Black Metal. Com o resfriamento da cena, e a passagem do tempo, Garm, e por extensão, o Ulver amadureceu e soltou-se do gênero. Em 1998 com o lançamento de Themes From William Blake's Marriage of Heaven and Hell e em 2000 com Perdition City: Music to an Interior Film, o Ulver quebrou rompeu de vez com seu passado e libertou-se para uma sonoridade nova e à prova de rótulos.

Ao ouvir Perdition City é impossível de se aceitar com facilidade que esta é a mesma banda de anos atrás. O som é suave, experimental, progressivo e transcedental. Impera um feeling etéreo, com grande uso de sintetizadores e sons eletrônicos programados. Em muitos momentos do álbum ouvimos claramente um trip-hop no melhor estilo Portishead e Massive Attack. Em outros, pode-se sentir a tensão angustiante do dark-ambient experimental, que remete muito ao Coil. As músicas de Perdition City muitas vezes remetem à trilha sonora de filmes. Caminho este, posteriormente, seguido por Garm compondo musicas para filmes noruegueses como Svidd Negger.

O Ulver tem uma curiosidade: a banda ficou mais de uma década sem se apresentar ao vivo. Desde o fim de sua fase Black Metal até 2010, Garm não se apresentou ao vivo nem com o Ulver, nem com nenhum de seus diversos projetos. Em 2010, o Ulver realizou um show em New York, este pode ser visto no Youtube. Mais uma curiosidade: O nome Ulver significa Lobos em noruegues.

Sem mais delongas, Ulver é uma banda visionária o suficiente para ajudar a fundar um dos gêneros mais famigerados da música e deixá-lo antes de seu declínio, buscando uma maior liberdade para a execução das loucuras musicas da mente de Krystoffer Rygg. Vale muito a pena ouvir, não só o Perdition City, como qualquer álbum da enorme discografia que a banda acumulou ao longo dos seus quase 20 anos de existência.

Tracklist
  1. "Lost in Moments" – 7:16
  2. "Porn Piece or The Scars of Cold Kisses" – 7:09
  3. "Hallways of Always" – 6:35
  4. "Tomorrow Never Knows" – 7:59
  5. "The Future Sound of Music" – 6:39
  6. "We Are the Dead" – 3:40
  7. "Dead City Centres" – 7:10
  8. "Catalept" – 2:05
  9. "Nowhere/Catastrophe" – 4:48

2 Responses so far.

  1. Anonymous says:

    Excelente!

  2. realmente não tem nada a ver com black metal

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.