terça-feira, 19 de abril de 2011
Avatar

Garotos Podres - Canções Para Ninar

1 comentários
Gênero: Punk rock/ Streetpunk/ Oi!
País: Brasil (São Paulo)
Ano: 1993

Comentário:
Algumas bandas tendem a virarem lendas urbanas. Se propagam, como pequenos surtos localizados, são noticiadas, mas dificilmente se tornam epidemias à causar febre nacional. Talvez Garotos Podres seja um grande exemplo desta doença controlada, porém sempre deixará marcas em quem for contagiado e fazer história por onde passam.

Iniciada na cidade de Mauá, São Paulo — e assim sendo, na Grande ABC —, Garotos Podres iniciou suas atividades em 1982, mas começou realmente suas apresentações em palcos no ano seguinte, em apoio a um festival beneficente para fundos da greve de metalúrgicos (se bobear, tomaram uma breja com Lula) e seu som desde então foi propagado principalmente na região sudeste e sul, tornando-se uma das bandas mais porra-loucas do país. Com seu punk de letras ácidas, são também profundos na cena do Streetpunk/Oi!, o que além de toda a crítica, sempre contam com muito humor negro e um ritmo mais lento e cru que os diferenciam das demais bandas. Limitada musicalmente, apelam para letras cômicas, mas críticas, e uma vontade de fazer barulho sempre.

Com este estilo empolgante, Garotos conseguiu em seu primeiro lançamento ("Mais Podres do que Nunca", de 1985) várias tiragens que somaram mais de 50 mil cópias, algo incomum, levando em conta um lançamento independente e uma qualidade de execução e gravação precária. "Pior que Antes" veio só em 1988, mas já contava com uma qualidade um pouco melhor (ou muito, depende), produzido por Mauricio Defendi (ex-baixista da banda Ultraje a Rigor) e lançado pelo selo Continental.

"Canções Para Ninar" é o terceiro disco de estúdio da banda, que não só conta com uma qualidade superior (lançado pelo selo Radical Records e produzido por Roger Moreira, o cara-crachá e alto-QI do Ultraje a Rigor), como também daqui saiu seu primeiro vídeo-clipe: "Rock de Subúrbio". Além destas conquistas, o CD traz alguns dos maiores hinos dos caras, como "Oi, Tudo Bem?", "Fernandinho Veadinho" (da qual a banda foi ameaçada de processo por alguém que se sentiu ofendido), e outras notáveis como "Sadam Hussein is Rock'N'Roll", a indigesta "Verme" e "Aos Fuzilados da C.S.N.", a primeira música com base em ska deles.

Mas apesar de notórios, não sobrevivem apenas de música, tendo trabalhos paralelos (o vocalista Mao, por exemplo, é professor de História) para poderem se sustentar dignamente. Em todo caso, mesmo com os compromissos, e já a 20 anos na estrada, a banda continua agressiva, falando merdas, verdades e nadando em sarcasmo.

MySpace

Tracklist:
  1. "Oi, Tudo Bem?" (Mauro/Mao/Ciro)
  2. "Fernandinho Veadinho" (Mauro/Mao)
  3. "Sadam Hussein is Rock'N'Roll" (Mauro/Mao/Sukata)
  4. "Rock de Subúrbio" (Mauro/Mao)
  5. "Verme" (Mao/Renato)
  6. "Censura Idiota" (Mauro/Mao)
  7. "Mordomia" (Mauro/Mao/Sukata)
  8. "Surfista de Pinico" (Mao)
  9. "Aos Fuzilados da C.S.N." (Mao/Ciro/Darwin)

One Response so far.

  1. Ariel C. says:

    Que irônico, é um dos álbuns que mais tenho escutado esses dias! rs

    OBS: "Oi, tudo bem?" é a MINHA música! *_________*

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.