quarta-feira, 13 de julho de 2011
Avatar

Bauhaus - Discografia

10 comentários
Gênero: Pós-punk/Gothic Rock
País: Inglaterra

Comentário: Há quase uma semana venho enrolando para terminar este post, não apenas por uma procrastinação crônica e patológica de minha parte, todavia, também, por determinadas situações que, de alguma forma, empurraram-me para este fatídico dia... Coincidência ou não, se não fosse os 22 mil posts que vi por aí de “Feliz dia do rock”, “Hoje vou ouvir isso em homenagem ao rock”, “#odiamundialdorock”, etc; provavelmente, eu nem saberia que hoje é o “dia mundial do rock”, aliás, eu nem saberia que o rock tinha um dia!

Enfim, acho irônico, pois, de um jeito ou de outro, Bauhaus foi uma banda que penetrou o meio musical ano após ano, conquistou zilhões de fãs, sobretudo, por algo que talvez nunca tenha existido e, no fundo, não tenha passado de uma grande ironia que ninguém entendeu, haja vista que a própria banda, em determinado momento, chegou a dizer que o rock que faziam NÃO era gótico. No entanto, isso é o que menos importa, pois, ao que me parece, o “rock gótico” só ganhou bases sólidas após os anos 80, quando boa parte das bandas tidas como “góticas” já haviam levado o farelo e, a partir disso, veio se prendendo ao que ficou nos anos 80.

O fato é: impossível falar de Bauhaus e não falar de música “gótica”. Contudo, devo ressaltar que este não será um post sobre goticismo lords, ladys, espartilho, cemitério, jardim das almas esquecidas, etc, até porque Bauhaus não é só isso − como muita gente pensa −, mas sim sobre a banda e sua música; algo que, no entanto, recorrerá a certas curiosidades que nos remetem invariavelmente à “música gótica”.

Obs: Se você leu até aqui e não conhece Bauhaus: mate-se!


Acredito que “Bauhaus” enquanto uma banda de arte musicada (só para constar que não acho toda música uma expressão “artística”, na boa!) sempre existiu em sua essência com os irmãos Kevin Haskins (baterista) e David J. (baixista), porém não da forma como nos foi apresentada em 1978, quando a banda foi fundada. Desta forma, indubitavelmente, a maluquice de Peter Murphy (vocal) e a extravagância de Daniel Ash (guitarrista) entornaram o caldo!

O nome veio da escola alemã de arquitetura e desenho industrial “Bauhaus”, a qual foi inaugurada em 1919 e fechada pelos nazistas em 1931. Sendo assim, a princípio a banda se chamou “Bauhaus 1919”, até finalmente aderir apenas ao “Bauhaus”. A idéia da banda, quanto à música, era satirizar/ironizar determinados movimentos artísticos, em destaque o “Expressionismo” e, no entanto, o tempo passou, o som amadureceu e o que ficou foi apenas a tendência à vanguarda e à arte tangível e sonora.

Segundo a nossa política de discografias, contaria como “discografia” apenas os álbuns gravados em estúdio, neste caso seriam cinco: In The Flat Field, Mask, The Sky’s Gone Out, Burning From The Inside e Go Away White. No entanto, aqui está o primeiro single da banda: Bela Lugosi’s Dead e mais dois álbuns ao vivo. Achei importante colocar o single exatamente para mostrar a ironia que saiu pela culatra!... e os álbuns ao vivo vieram de brinde mesmo.

Para quem não sabe (se é que alguém não sabe!), Bela Lugosi foi um ator que ficou muito famoso por conta de sua interpretação do Drácula no filme “Drácula” em 1931, e o qual morreu em 1956. Por mais que a letra da música seja irônica, veja os versos mais repetidos:

Bela Lugosi’s Dead | Bela Lugosi está morto
Undead... | Morto-vivo...

A sonoridade obscura, crua e misteriosa, e o tema da música não foram perdoados e a banda começou a ser taxada de “gótica”. Em 1983, já quando a banda andava mal das pernas, o filme The Hunger (pt. Fome de Viver) foi lançado e ela havia sido convidada para compor a trilha sonora... E a principal música era... adivinha qual é?!... O filme fala sobre vampirismo e nele aparece vários elementos da estética gótica como Ankh, usar óculos escuro à noite, etc, claro, além de ter o Bowie todo gostosão num dos papéis principais. É neste filme que há a épica dancinha do Peter Murphy!

A partir daí, a galera que já caía de pau em cima dizendo “góticos!!!!”, apenas levantou as estacas e as tochas acesas dizendo “GÓÓÓÓTHICOS!!!!!!!!”. E foi basicamente isso que ficou para as gerações futuras!

O single conta ainda com mais duas músicas Dark Entries (em uma versão mais curta) e Boys. E capa foi retirada do próprio filme em que a música foi inspirada e a contracapa foi retirada do filme O Gabinete do Doutor Caligari.

O In The Flat Field foi lançado em 80; mostra uma essência remanescente do som cru, não-lapidado de Bauhaus. Ao contrário dos álbuns que viriam a seguir: Mask, o qual ironicamente foi gravado em 79, porém só lançado em 81; na versão original do álbum há apenas 10 faixas, no entanto, na re-edição do álbum foram adicionadas cinco músicas, quais sejam: as cinco últimas. E o Sky’s Gone Out que emplacou a música Spirit.

Nesse intervalo de lançamento dos álbuns gravados em estúdio, veio o álbum ao vivo Press The Eject And Give Me The Tape, de shows feitos em Liverpool e Londres entre 1981 e 1982. Então veio o Burning From The Inside, em 1983, que se por um lado significa Queimando por dentro (minha tradução e eu não sei inglês!), por outro eu diria que, além de ser o prelúdio do fim da banda, poderia ser uma metáfora inconsciente ou conscientemente do que viria a seguir. Este “pré-anúncio” do término era presente, sobretudo, no destaque dos outros integrantes da banda e a ausência de Peter durante a produção do álbum. Então ele foi lançado e, no mesmo ano, o fim da banda foi anunciado, de fato. Kevin, David e Daniel seguiram em uma banda chamada The Love & Rockets e Peter seguiu em carreira solo.

Em 1998/1999, para comemorar os vinte anos da banda, os ex-membros se reuniram e lançaram o álbum Gotham, o qual rendeu ainda um show que foi lançado em DVD. E, por fim, em 2008, a banda lançou o Go Away White que, gravado em 18 dias, a mesma diz ser o último álbum.

Conquanto Bauhaus seja uma daquelas bandas que sobrevivem gerações a fio, basicamente por eternos replays e gritinhos histéricos em festas góticas. Isso prova que, em um dia como este que muita gente levanta a bandeira e diz “O rock’n roll morreu!”, na verdade...

Rock’n roll’s dead
Undead, undead...



Bela Lugosi's Dead (1979)

Tracklist:
01. Bela Lugosi's Dead
02. Boys
03. Dark Entries



Download: Mediafire || Mega


In The Flat Field (1980)

Tracklist:
01. Dark Entries
02. Double Dare
03. In The Flat Field
04. God In An Alcove
05. Dive
06. Spy In The Cab
07. Small Talk Stinks
08. St. Vitus Dance
09. Stigmata Martyr
10. Nerves
11. Telegram Sam
12. Rosegarden Funeral Of Sores
13. Terror Couple Kill Colonel
14. Scopes
15. Untitled
16. God In An Alcove
17. Crowds
18. Terror Couple Kill Colonel [remix]



Download: Rapidshare | Outros Links


Mask (1981)

Tracklist:
01. Hair Of The Dog
02. Passion Of Lovers
03. Of Lillies And Remains
04. Dancing
05. Hollow Hills
06. Kick In The Eye 2
07. In Fear Of Fear
08. Muscle in Plastic
09. Man With The X-Ray Eyes
10. Mask
11. In Fear Of Dub
12. Ear Wax
13. Harry
14. David Jay. Peter Murphy. Kevin Haskins. Daniel Ash.
15. Satori



Download: Mediafire


The Sky's Gone Out (1982)

Tracklist:
01. Third Uncle
02. Silent Hedges
03. In The Night
04. Swing The Heartache
05. Spirit
06. The Three Shadows Part 1
07. The Three Shadows Part 2
08. The Three Shadows Part 3
09. All We Ever Wanted Was Everything
10. Exquisite Corpse



Download: Mediafire


Press The Eject And Give Me The Tape (Live - 1982)

Tracklist:
01. In the Flat Field
02. Rosegarden Funeral of Sores
03. Dancing
04. The Man With the X-Ray Eyes
05. Bela Lugosi's Dead
06. The Spy in the Cab
07. Kick in the Eye
08. In Fear of Fear
09. Hollow Hills
10. Stigmata Martyr
11. Dark Entries
12. Terror Couple Kill Colone
13. Double Dare
14. In the Flat Field
15. Hair of the Dog
16. Of Lillies and Remains
17. Waiting for the Man

Download: Mega


Burning From The Inside (1983)

Tracklist:
01. She's in Parties
02. Antonin Artaud
03. Wasp
04. King Volcano
05. Who Killed Mr. Moonlight
06. Slice of Life
07. Honeymoon Croon
08. Kingdom's Coming
09. Burning from the Inside
10. Hope



Download: Mediafire


Gotham (1999)

Tracklist:

CD 1:
01. Double Dare
02. In the Flat Field
03. A God in an Alcove
04. In Fear of Fear
05. Hollow Hills
06. Kick in the Eye
07. Terror Couple Kill Colonel
08. Silent Hedges
09. Severence
10. Boys
11. She's in Parties
12. The Passion of Lovers
13. Dark Entries

CD 2:
1. Telegram Sam
2. Ziggy Stardust
3. Bela Lugosi's Dead
4. All We Ever Wanted
5. Spirit
6. Severence [Studio Version]

Download: Mediafire Parte1 - Parte2


Go Away White (2008)

Tracklist:
01. Too Much 21st Century
02. Adrenalin
03. Undone
04. International Bulletproof Talent
05. Endless Summer of the Damned
06. Saved
07. Mirror Remains
08. Black Stone Heart
09. The Dog's a Vapour
10. Zikir



Download: Mediafire

10 Responses so far.

  1. Koticho says:

    Lindissimo post.

    Ri aqui: A partir daí, a galera que já caía de pau em cima dizendo “góticos!!!!”,
    apenas levantou as estacas e as tochas acesas dizendo
    “GÓÓÓÓTHICOS!!!!!!!!”. E foi basicamente isso que ficou para as gerações
    futuras!

  2. Ariel C. says:

    rs Bobo!

    Obrigada, Kot. ♥

  3. Celticberserker says:

    os goticos viados que se fodam!! viva o rock cabron!

  4. Douglas says:

    Bom post, valeu!

  5. Forba says:

    Excelente texto e excelente post, Ariel. Bauhaus e Joy Division são duas das bandas que moldaram meu gosto musical (não é a toa que o Koticho me chama de gótico). 

    Essa discografia era obrigatória no blog, e vc fez muito bem, valeu Ari.

  6. Rômulo Alexander says:

    Coisa linda! *.*
    Excelente trabalho.

  7. Robinsonbrando says:

    vá tomar no cú seu enrustido

  8. Anônimo says:

    Cara esse blog é um achado to procurando esse material faz tempo muito bom ...
    A parte 2 do disco Press The Eject And Give Me The Tape esta off

  9. Unknown says:

    Apenas links pelo MEGA disponíveis. :(

  10. Anônimo says:

    SEM DUVIDA O ROK LIXO MORREU !!!


    ELECTRO BOY

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.