sábado, 20 de agosto de 2011
Avatar

Chico Buarque - Os Saltimbancos Trapalhões

0 comentários
Gênero: OST/ Musical/ MPB
País: Brasil
Ano: 1981

Comentários: "...Dez mil cambalhotas, cem mil cambalhotas (Bravo! Bravo!). Maxicambalhotas, extracambalhotas (Bravo! Bravo!)...". Acho que posso dizer que é unânime a influência dos Os Trapalhões nos brasileiros e até portugueses que aqui visitam. Numa faixa etária entre 20 e 40 anos (mas também recebendo vistas de qualquer outra idade), acredito que todos sentem saudades. Embora hoje possam parecer bobos, antes seus filmes eram o que havia de melhor na TV. Ou melhor, ao menos o que nos faziam rir muito.
Isso sem contar a série de TV, que com suas esquetes davam vida à piadas velhas, mas que também sabiam ser originais.

Seus filmes sempre me foram marcantes por mostrarem um lado pobre, carente, e triste, mesmo envolta de tanta palhaçada. Também das misturas, que vão desde o quarteto formado por um eterno-palhaço-com-pinta-de-boiola, um negão-bebum-sambista, um careca-baixinho-ex-vendedor-de-sapatos e o nordestino-cabeça-chata-e-grande (me processem, vamos!) passando para os cenários cheios de terra (sim, você leu Terra, grama, etc) e fechando nas trilhas sonoras, que eram basicamente MPB. Claro, também havia aqueles filmes fantásticos, mitológicos e sobrenaturais... Agora, não me venha discutir as reais intenções... apenas se tiver uma bola de cristal.
Bom, mas eu sou suspeito para falar destes caras e provavelmente deixarei este texto melo-nostálgico demais... vamos então para o filme/ost em questão:

Em Os Saltimbancos Trapalhões temos a reprodução do Os Saltimbancos (letras de Sergio Bardotti e música de Luis Enríquez Bacalov, com versão em português de Chico Buarque), que por sua vez fora baseado no Os Músicos de Bremen, dos Irmãos Grimm. Contos estes (qualquer das duas versões) que acredito que também muitos já tenham lido, ouvido (sempre ouvia na casa de minha avó) ou mesmo visto, pois é também uma grande peça teatral.
Mas nesta aqui também temos no comando o Chico Buarque, um músico que já declarei idolatria. Mussum, Zacarias, Didi e Dedé também emprestam suas vozes e piadis, além de outras vozes como da atriz Lucinha Lins (estava um pitelzinho neste filme... e canta bem), Bebel Gilberto (filha de João Gilberto e da cantora Miúcha, e sobrinha de Chico Buarque) e Elba Ramalho, com sua voz singularmente esplendorosa.

Espero que tenham gostado, pois serei eternamente um fã deste quarteto... e quero morrer prêtis se eu estiver mentindo!

Quem vai querer? Mala, malinha, maleta!?.... bolsa, bolsinha e... sandalha japonesa!?

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.