terça-feira, 23 de agosto de 2011
Avatar

Fugees - Discografia

1 comentários
Gênero: Hip hop/rap/ Soul/ R&B/ Reggae
País: EUA
Atividade: 1992—1998, 2004—2006

Comentários: De vez em quando eu apareço com alguma banda que fez sucesso durante um tempo, uma década, e depois simplesmente acabou ou não conseguiu continuar manter-se em evidência. Este é o caso de Fugees, banda formada por dois haitianos e uma descendente (daí o nome 'fugees') que nasceu, se popularizou e finalizou seus projetos durante a década de 90 (1992-1998). A banda era formada pela rapper/cantora/produtora Lauryn Hill, do rapper/cantor/produtor Wyclef Jean, e pelo rapper Pras Michel, onde faziam uma fodástica parceria de estilo que, de certa forma, eram equivalentes e se entendiam. Tal parceria conta com a cultura hip hop e seu rap em primeiro plano, o soul, o r&b, o reggae e até com música caribenha em mínima escala. Essa sequência é maior precisa no primeiro disco, Blunted on Reality de 1994. Nele temos uma variedade de samples que vão desde músicas da diva Aretha Franklin até bandas como Earth, Wind & Fire e Chic. Apesar da notória qualidade do disco inicial, o qual garantiu até alguns hits, não foi ele capaz de comover a grande mídia. Aí que entra em campo o The Score (1995), segundo, último e lendário disco do trio. Sua recepção foi muito grande, tão grande que é até hoje uma referência, reconhecido e entendido com um dos melhores discos do mundo, entrando com certa facilidade em uma lista de poucas centenas de outros discos... ou somente uma centena. Sim, The Score é um dos 100 melhores nas listas de hip hop, embora tenha a façanha de entrar em outras listas generalizadas da Billboard.

Mas deixando essa balela de listas de lado, o que talvez tenha chamado a atenção é o apelo mais pop deste, o que inclui uma maior exploração da bela e encorpada voz de Lauryn Hill, distanciando um pouco a banda daquele astral 'gueto'. Outro motivo é que o disco, assim como de certa forma sugere o título, conta com covers, incluindo de hinos como "No Woman, No Cry", que fora pregada aos quatro cantos da terra (a terra é quadrada) por Bob Marley, apesar dela levar o nome de quando Bob ainda estava com os The Wailers. Tal música recebeu um novo espírito e ficou transformada, não deixando de continuar linda na voz de Wyclef Jean. O outro hino é também a música mais conhecida da banda, superando quaisquer produções originais que tenham feito nestes dois discos: Killing Me Softly.


Esta música foi composta originalmente em 1971 por Charles Fox e Norman Gimbel, que por sua vez fora inspirada através de um poema de Lory Lieberman, cuja a própria fora a primeira à gravá-la. Mas a faixa decolou realmente através da interpretação e versão de Roberta Flack em 1973. De lá pra cá, assim como a própria No Woman, No Cry de Bob Marley & The Wailers, a canção recebeu várias e várias versões dos mais diferentes segmentos musicais, mas uma das melhores ficou com Fugees. O que revela também que tal música casa melhor com vocais femininos, de preferência com aquela tonalidade que só uma ascendente de africano possui, pois ficou a cargo de Lauryn e não perdeu nada do brilho. Por fim, com o trio a Killing Me Softly ganhou todo um aspecto marginal interessantíssimo. O disco conta também com ótimas originais, de onde ouvimos samples e interpretações de Enya, The Delfonics, The Temptations, Modern Jazz Quartet, Ramsey Lewis, Afrika Bambaataa, Eric B. & Rakim e outros. Entretanto a banda acaba em 1998 sem mais nenhum lançamento. Houve reuniões e uma tentativa de retomada em 2004, mas não passou de apresentações e um single, se desfazendo novamente dois anos depois.

Após o encerramento da banda pela primeira vez cada um se dedicou àquilo que já vinha fazendo, ou viriam a fazer, que basicamente eram bem semelhantes: atuação em alguns filmes, trabalhos em trilhas sonoras e discos solo. Ficou então The Score salvo na memória, e nas listas, mas eu o acho um disco menos coeso, apesar de ótimo. Como um disco, como um todo, Blunted on Reality é na minha opinião bem melhor. Já no The Score as canções me soam mais individualistas.

Cá trago também um Bootleg e o Greatest Hits oficial, contendo músicas inéditas. É cortesia da casa, já que são poucos discos.


Blunted on Reality (1994)
Tracklist:
01. Introduction (01:14)
02. Nappy Heads (04:29)
03. Blunted (Interlude) (06:49)
04. Recharge (05:10)
05. Freestyle (Interlude) (01:08)
06. Vocab (05:02)
07. Special News Bulletin (Interlude) (00:20)
08. Boof Baf (05:09)
09. Temple (04:03)
10. How Hard Is It? (03:52)
11. Harlem Chit Chat (Interlude) (00:49)
12. Some Seek Stardom (03:42)
13. Giggles (04:21)
14. Da Kid From Haiti (Interlude) (00:59)
15. Refugees On The Mic (04:57)
16. Living Like There Ain't No Tomorrow (04:00)
17. Shouts Outs From The Block (09:17)
18. Nappy Heads (Remix) (05:22)
Mediafire//Megaupload//MirrorCreator



The Score (1996)
Tracklist:
01. Red Intro (01:51)
02. How Many Mics (04:28)
03. Ready Or Not (03:46)
04. Zealots (04:20)
05. The Beast (05:37)
06. Fu-Gee-La (04:20)
07. Family Business (feat. Forte & Omega) (05:43)
08. Killing Me Softly (04:58)
09. The Score (feat. Diamond D) (05:02)
10. The Mask (04:50)
11. Cowboys (feat. Pace 1, Young Zee & Ra Digga) (05:23)
12. No Woman, No Cry (04:33)
13. Manifest / Outro (05:59)
14. Fu-Gee-La (Refugee Camp Remix) (04:23)
15. Fu-Gee-La (Sly & Robbie Mix) (05:27)
16. Mista Mista (02:42)
17. Fu-Gee-La (Refugee Camp Global Mix) (04:19)
Mediafire//Megaupload//MirrorCreator



Bootleg Versions (1996)
Tracklist:
01. Ready Or Not (Clark Kent / Django Remix) (05:17)
02. Nappy Heads (Mad Spider Mix) (04:27)
03. Don't Cry Dry Your Eyes (04:14)
04. Vocab (Salaam's Remix) (07:00)
05. Ready Or Not (Salaam's Ready For The Show Remix) (04:41)
06. Killing Me Softly (Live At The Brixton Academy) (02:41)
07. No Woman, No Cry (Steve Marley Remix) (05:27)
08. Vocab (Refugees Hip-Hop Remix) (04:37)
Mediafire//Megaupload//MirrorCreator



Greatest Hits (1993-2003/2003)
Tracklist:
CD1
01. Fu-Gee-La (04:06)
02. No Woman No Cry (04:20)
03. Ready Or Not (03:49)
04. Killing Me Softly With His Song (04:52)
05. The score (04:09)
06. How Many Mics (04:15)
07. Cowboys (04:47)
08. Nappy Heads (Remix Radio Edit) (04:39)
09. Vocab (Refugee Hip Hop Remix) (04:02)
10. The Sweetest Thing (Mahogany Mix) (04:24)
11. A Change Is Gonna Come (live BBCradio 1) (02:47)
12. Killing Me Softly With His Song (live from MCM) (04:35)
13. Freestyle (live BBCradio 1) (04:59)

CD2
01. Ready Or Not (Clarck Kent Remix) (04:02)
02. Ready Or Not (Salaam's Ready For The Show Remix Instrumental) (04:26)
03. Fu-Gee-La (Refugee Camp Mix) (04:27)
04. Fu-Gee-La (Sly and Robbie Mix) (05:35)
05. Killing Me Softly With His Song (Sound Barrier Remix) (04:22)
06. No Woman No Cry (Remix W. Steve Marley) (04:39)
Mediafire//Megaupload//MirrorCreator

One Response so far.

  1. Dont says:

    bonita!!!

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.