quarta-feira, 21 de setembro de 2011
Avatar

Crushing Axes - Member Of The Unholy Society

0 comentários
Gênero: Metal/Death Metal /Thrash Metal
País: Brasil
Ano: 2010

Comentários: One-man-band, o Crushing Axes nasceu em 2008 e até o momento só transita pela internet como uma banda virtual. Idealizado por Alexandre Rodrigues, aborda temas como mitologia nórdica, misantropia, o lado negro/obscuro da força mente e alma humana, que se somadas dá ao músico uma boa oportunidade e maior variedade de influências que virão a acarretar letras mais bem elaboradas, ou mesmo podendo variar, ficando a mitologia em uns e a misantropia em outros. E por falar em influências, talvez a parte mais confusa e sobrecarregada de influências seja de fato o som, que é basicamente definido como Death metal, seguido de referências thrash. Na minha opinião falta muita coisa aí. O músico constrói passagens atmosféricas, inconstâncias (fugindo muito do death 'tradicional) e parecendo querer colocar tudo dentro de um único disco, de uma única música.

Mas já volto a falar disto, pois irei destacar o músico em si. Como um one-man-band, esbanja de um vocal grave muito bem aceito para a proposta. Nota-se que seus guturais são até, como eu posso dizer, 'naturais', saindo sem maiores esforços. Não som bom em avaliar guturais, mas o que o Alexandre executa é um dos meus favoritos. Pelo seu death ser menos rápido, ter um toque de morbidez, além da gravação em si não poder ser comparada com bandas que dão ao luxo um estúdio (não estou dizendo que é pior ou melhor, mas sim diferente), acabo comparando seu gutural ao de Felix, vocalista do Crematory.

Alexandre também se mostra um guitarrista muito bom, e parece que tem destreza em cima de um palco, porém isso é o que ouvi por aí, ainda não conferi nenhum de seus vídeos. Neste álbum em questão as linhas de baixo e bateria, além do teclado e samples se encaixam muito bem. O único 'problema' é que eu me sinto num mar de referências. O disco tem a força de um death mórbido, muita influência do heavy tradicional (certas 'deixas' inclusive me fazem lembrar dos projetos de King Diamond). Também noto influências do doom e dark metal, que no final deixa seu som com um gostinho daquilo que chamamos de 'metal moderno' mas que ao mesmo tempo é abraçado por uma atmosfera antiquada, que recebem ainda mais força com o teclado.

A linha de bateria soa 'embromada' algumas vezes, mas nota-se que é o que se pode fazer em softwares e por trás da confusão é possível perceber a real intenção. Ao colocar um baterista real considero óbvio a mudança de 'embromático' para emblemático.

Os riffs são bons, alguns deles bem marcantes, mas não é nenhuma Blood Avenger (que como bem sabemos é a melhor banda do mundo). Brincadeiras à parte, o disco é muito bom, claro que precisa ser pensado se tudo que foi colocado nele é válido, além de chamar pessoas reais para tocar, já que se trata de death metal com fortes influências de outros gêneros, e não black metal (que me perdoem os fãs do gênero, eu também curto, mas a falta ou não execução de um som mais técnico é evidente e marca registrada do BM). Fora isso é de fato um dos melhores trabalhos 'faça você mesmo, e sozinho' de metal nacional que ouvi recentemente.

Daria realmente uma boa banda se o Alexandre fosse menos egoísta, já que o mesmo lança um disco virtual por ano... nada disso, quem se interessar pode entrar em contato com ele, o cara é gente fina, e de quebra aproveita para baixar todos os demais discos dele.

Recomendo que também ouça Rest In Disgrace. Não que eu as considere semelhantes, mas Crushing Axes parece ter as mesma influências e/ou estar indo pelo mesmo caminho.

Myspace//LastFM

Tracklist:
1 - Greed (2:35)
2 - Apocalypse Everyday (2:00)
3 - The Fall (3:20)
4 - Assassin (1:25)
5 - Slavery (5:34)
6 - Death Row (3:16)
7 - Wrath Of The Fallen (1:42)
8 - Hail (2:34)
9 - Almost Done (6:09)
10 - Personal Universe (4:34)

Download

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.