sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012
Avatar

Pignes Singles #07

1 comentários

Olá pessoal, dessa vez quem enrola divide com vocês um papinho antes de irmos aos singles dessa semana é o Forba. Bem, gostaria de agradecer mais uma vez a todos que tem acompanhado as nossas novas colunas e feito delas grandes sucessos, e dizer que essa semana - como tem sido de costume - os singles estão excelentes, recomendo fortemente que baixem todos no link que deixamos.

Essa semana está carregada de rock alternativo, dream pop, indie e toda uma vibe mais melódica, no entanto de excelente qualidade, coroando o final do mês de Janeiro onde tivemos excelentes lançamentos e excelentes singles. Este ano começou extremamente prolífico e promissor, e sinceramente foi até difícil fazer caber em apenas duas semanas de Pignes Singles tudo que surgiu de bom no cenário musical nesses primeiros meses de 2012. Certamente adentraremos o mês de fevereiro ainda com os resquícios do petardo que foi este mês.

Mas chega de mimimi, clique no leia mais e vamos aos singles dessa semana!



#01
Azealia Banks - NEEDSUMLUV (SXLND)
(17/01/2012)

Dona de grande talento, Azealia Banks tem tudo pra ser o novo grande nome do RnB mundial. Carismática e de personalidade marcante, seu talento também não deixa a desejar. Ano passado, a faixa 212, seu primeiro trabalho liberado, causou bastante alarde. Em 2012, segue montando seu futuro álbum, que deve ser lançado ainda esse ano. NEEDSUMLUV é mais uma de suas belas amostras.






#02
Foster the People - Don't Stop (Color on the Wall)
(10/01/2012)

Talvez a estreia mais aclamada do mundo Indie no ano passado, os queridinhos do pop, o Foster the People, seguem extraindo toda a divulgação que conseguem de seu debut, Torches. Don't Stop (Color on the Wall) é o quinto single do álbum, e seu clipe conta com a participação da atriz Gabourey Sidibe, que fez sucesso como a Preciosa, no filme de 2009.





#03
Arctic Monkeys - Black Treacle
(23/01/2012)

Suck It and See, álbum do ano passado do Arctic Monkeys, uma das bandas que podem ser consideradas como um dos maiores expoentes do Indie Rock contemporâneo, causou algumas controvérsias. Logo que saiu, não eram encontradas muitas críticas positivas. No final do ano, entretanto, figurou em várias listas de melhores de 2011. Incongruências à parte, os londrinos lançam mais um single do disco: Black Treacle, outra baladinha, tom predominante do trabalho.





#04
Sleigh Bells - Comeback Kid
(17/01/2012)

Amantes do noise pop: brace yourselves! O mais novo registro do duo que deu uma nova cara ao gênero, o Sleigh Bells, está quase pronto. Enquanto Reign of Terror não é lançado, a dupla lança singles acompanhados de clipes para dar um gostinho da barulheira que vem por aí. Depois de Born to Lose, que você viu aqui no Pignes Singles semana passada, é a vez de Comeback Kid ganhar atenção.





#05
Lana Del Rey - Born to Die
(23/01/2012)

Lizzy Grant, cantora fracassada, não conseguiu alcançar o sucesso. Enxergando talento nela, a Interscope resolveu repaginar sua carreira. Deram-lhe novo visual, novo estilo e, até mesmo, uma nova personalidade. Criaram uma aura em torno do seu também novo pseudônimo: Lana Del Rey. A atmosfera vintage e, ao mesmo tempo, obscura foi ganhando fãs a cada canção liberada antes de ser lançado o álbum Born to Die, que agora transforma sua faixa homônima em single. Sem enxergar sinceridade - e alguns duvidando até mesmo do talento -, muitos críticos se opuseram à ascensão forçada. Mas o que não é um artista senão um fingidor? Até o Fernando Pessoa já disse isso. Conclusão: eu, PH, curti pra caralho.




#06
The Big Pink - Hit the Ground (Superman)
(30/01/2012)

A banda britânica segue demonstrando que vai pegar pesado na divulgação de seu novo trabalho, Future This, lançado em janeiro: mais um hit de electro-rock, puxado pro indie, com alta carga de radiofonia. O trabalho do duo, formado por Robbie Furze e Milo Cordell, vem recebendo ótimas críticas.





#07
The War on Drugs - Come to the City
(24/01/2012)

Depois de ter lançado o seu segundo full lenght, denominado Slave Ambient, mais uma vez sob o selo Secretly Canadian, o grupo The War on Drugs, advindo da Filadélfia, lança o single de Come to the City, que resume bem o tom do último trabalho do grupo: uma baladinha puxada pro Indie Rock, com vocal arrastado e  letras calmas.





#08
Chairlift - I Belong in your Arms
(23/01/2012)

Depois que aq música Bruises foi usada na campanha de lançamento do Ipod Nano 4ª geração, em 2008, a carreira do duo de electro pop americano Chairlift foi alavancada. A produção, porém, havia parado em seu primeiro álbum, lançado naquele mesmo ano, intitulado Dos You Inspire You. Quase quatro anos depois, o lançamento de Something, em janeiro, traz canções muita mais maduras. I Belong in your Arms é uma delas, e vem pra ser o carro chefe do trabalho.





#09
The Ting Tings - Hang it Up
(13/01/2012)

Eles a chamavam de hell. Eles a chamavam de Stacey. Eles a chamavam de "ela". Eles a chamavam de Jane. E com essa confusão de denominações, Katie White se revoltou, juntou-se a Jules de Martino e lançou o megahit That's Not My Name, em 2008. Fez sucesso no momento todo, promoveu uma turnê agitada, que passou inclusive por nossas terras. Sem lançar nada desde então, manda ao mercado agora, em 2012, o álbum Sounds from Nowhereville, com um electro-pop bastante parecido com seus primeiros discos. Hang It Up é o primeiro single do álbum, e a banda já avisou que deve desembarcar no Brasil nesse ano.




#10
The Holiday Crowd - Never Speak of It Again
(05/01/2012)

O selo alternativo New Romantic, de Toronto, no Canadá, apadrinhou a banda The Holiday Crowd, que faz um agradável de Indie Rock com muitos toques de New Wave, lembrando bastante um The Smiths, de um jeito um pouco menos obscuro do que o White Lies faz. A faixa Never Speak of it Again, do álbum de estreia Over the Bluffs, foi lançada como single gratuito e limitado.





#11
Trust - Sulk
(17/01/2012)

Pra você que estava do saco cheio da Luiza, que voltou do Canadá, trago a terceira banda de hoje daquelas terras: Trust é, adivinhem, mais um duo de música eletrônica. O rótulo de Synthpop e Dark Electronic paira sobre suas primeiras realizações, e assim o é com o debut álbum, TRST, lançado em janeiro. Sulk é o primeiro single, e a faixa que fecha o registro.





#12
L'ame Immortelle - Banish
(??/01/12)

Single pertencente ao mais recente álbum da dupla austríaca de Darkwave, Momente, Banish é uma faixa bem característica do L'ame Immortelle: Pegada levemente eletrônica, os vocais femininos de Sonja Kraushofer protagonizando e todo um clima gótico e romântico. Excelente faixa, diria eu talvez a melhor do disco, que por sua vez eu também curti bastante.





#13
Hopes Die Last - Unleash Hell
(17/01/2012)

Banda italiana de Post-Hardcore, o Hopes Die Last é uma das poucas bandas italianas do estilo a conseguir reconhecimento internacional. Nada muito surpreendente pro gênero, Unleash Hell chama atenção por dois fatos: Um é o clipe bastante produzido que acompanha o single, e outra é o "Chapter One" que acompanha o título da faixa, nos indicando aí que temos um conceito por trás do aparente inocente single, cujo segundo capítulo está em outro single: Never Trust The Eye Hazel Eyed que também ganhou clipe e figurará no Pignes Singles semana que vem.




#14
Grimes – Genesis
(04/01/2012)

Claire Boucher atualmente é mais conhecida pelo codinome Grimes, este que assume ao incorporar os vocais e teclados na produção de seu projeto musical. Recentemente acaba de lançar seu mais novo álbum, o elogiadíssimo Visions. O Dream Pop de Claire se difere de bandas icônicas do gênero ao perder um pouco do lado etéreo e carregado, dando abertura a uma sonoridade mais dançante e alegre.





#15
Leonard Cohen – Darkness
(10/01/2012)

Eis a obra de um artista que integra o mais alto escalão no mundo da arte. Leonard Cohen que se tornou músico tardiamente, quando até então já era escritor renomado, nos presenteia com mais um álbum depois de mais de 40 anos de carreira. Darkness integra Old Ideas, obra soturna e encantadora de Cohen, com sua voz grave e sussurrada entoando musicas desesperançosas em clima denso e fúnebre mas magistralmente belo.





#16
Porcelain Raft – Unless You Speak From Your Heart
(21/02/2012)

Mais um projeto de Dream Pop compost por apenas um músico. O homem por trás do Porcelain Raft atende pela alcunha de Mauro Remiddi, italiano que atualmente reside em Londres, o centro da música indie/alternativa no mundo. Após 3 EPs, Remiddi debuta com seu primeiro full lenght em 2012, com um Dream Pop agradável, de fundo meio psicodélico, cheio de loops eletrônicos.






#17
Sharon Van Etten – Leonard
(06/03/2012)

A fofissima Sharon Van Etten acaba de lançar seu terceiro álbum, Tramp. Um folk com influências que passeiam também pelo indie rock, gostosinho, agradável de ouvir a qualquer hora. Dona de uma bela voz que por ora soa como um mulherão e outras vezes soa como a de uma jovem menina. As canções passeiam entre o alegre e o melancólico de forma pueril e incauta, músicas leves e de fácil digestão.





#18
Wiley – Boom Blast
(16/01/2012)

Wiley é um dos nomes fortes do Grime, gênero noventista vindo direto das garagens do Reino Unido para o mundo. Ele é classificado pela forte mistura de musica eletrônica dançante com o hip hop, ou seja, temos batidas eletrônicas dando base para rimas rápidas. Boom Blast é o mais novo trabalho de Wiley, que tem uma discografia absurdamente grande que ultrapassa a barreira de 100 lançamentos, divididos entre álbuns, singles e EPs.





#19
Mastodon - Dry Bone Valley
(24/01/2012)

Uma das bandas de metal em maior atividade no momento, conseguiu com seu The Hunter o topo de várias listas, desde revistas conceituadas e blogs que normalmente só se interessam por bandas indies até os fóruns mais obscuros dessa internet. Prova de que agradou gregos e troianos.
Pessoalmente (Damien) ainda sou mais fã dos discos anteriores, mas é inegável que a banda mereça toda essa atenção, seja pela linda carreira ou por este último lançamento.




#20
M.I.A. - Bad Girls (feat. Madonna)
(31/01/2012)

A rapper anglo-cingalesa M.I.A. aproveitou o embalo do novo disco da Madonna em que fora convidada para dar uma palhinha e resolveu lançar a sua própria música com participação da diva símbolo do gap teeth. Na verdade tal música já existe desde o início de 2011, mas só agora foi finalizada com a produção de Danja, produtor conhecido por trabalhar com Britney Spears, Justin Timberlake e a própria Madonna.
Apesar disso M.I.A. já é bastante reconhecida por seu estilo próprio, então se você ainda não a conhece, sugiro que vá atrás de seus discos.

One Response so far.

  1. mайте says:

    Ótimos singles, vocês nunca me decepcionam, parabéns. Mas a resenha da Sharon Van Etten foi a coisa mais boiola que eu já li, na moral :~

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.