quarta-feira, 4 de abril de 2012
Avatar

fun. - Some Nights

1 comentários
Gênero: Indie Rock / Indie Pop
País: Estados Unidos
Ano: 2012

Comentário: Há que se ressaltar o talento de Nate Ruess: ex frontman do The Format, banda que pegou carona com o boom do emocore da primeira metade da década de 2000, ajudou a fixar a curta trajetória da banda, com seus dois discos, nas mentes de fãs que, até hoje, lamentam a finalização dos trabalhos. Buscando novos ares, formou, ao lado de Andrew Dost e Jack Antonoff, uma banda de nome simples e som distinto: fun., desse jeito mesmo, com minúscula e o ponto no fim.
Não só o estilo da música de Ruess mudou, mas também sua técnica de canto: os falsetes se tornaram muito mais presentes, e as suas composições, antes positivas em sua totalidade, passaram a agregar uma certa obscuridade e tristeza, sob a roupagem de arranjos alegres, entretanto. Aim and Ignite, de 2009, foi uma bela guinada em sua carreira.
Criou-se uma grande expectativa para a sequência dos trabalhos da banda, e ela foi sanada no mês passado, quando Some Nights foi lançado sob o selo da Fueled By Ramen. A faixa título é a segunda da tracklist, e é precedida por uma introdução que, certamente, é uma das melhores que eu já ouvi, que chega a ser melhor que do que a faixa principal - não que esta seja ruim, muito pelo contrário.
Um dos grandes trunfos do disco é o ar formal que ele possui e que, como contraponto, esconde atitudes escrachadas, palavrões e letras desesperadas. É música politicamente incorreta, só que trajando black tie. Como dito no início, há que se reconhecer o talento de Ruess, em suas composições, em sua voz - que chega a se assemelhar ao Mika e, até mesmo, ao Fred Mercury em alguns momentos -, e principalmente em sua habilidade de criar um novo conceito. Acredito que dentro de alguns anos, será possível pinçar muitos trabalhos, de provável qualidade, claramente inspirados em sua banda. Aguardemos.


[ MySpace / LastFM ]

Tracklist:

  1. "Some Nights" (Intro) - 2:18
  2. "Some Nights" - 4:37
  3. "We Are Young" (featuring Janelle Monáe) - 4:10
  4. "Carry On" - 4:38
  5. "It Gets Better" - 3:36
  6. "Why Am I the One" - 4:47
  7. "All Alone" - 3:04
  8. "All Alright" - 3:57
  9. "One Foot" - 3:32
  10. "Stars" - 6:53



Bayfiles

One Response so far.

  1. *Aninha* says:

    Sem dúvida foi o album que mais me surpreendeu dentre todos que ouvi este ano: o piano e os vocais são um show a parte que tornaram as canções singulares.
    Em Some Nights (Intro), especialmente é impossivel não lembrar de Fred Mercury (mas também não consigo tirar da cabeça a imagem dela dentro de algum musical), assim como em Carry On.

    We Are Young ficou na minha cabeça por dias...

    Enfim, ótimo album onde cada música te deixa ávido por ouvir a próxima do inicio ao fim e depois repetir tudo de novo!

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.