terça-feira, 3 de abril de 2012
Avatar

Mixtape Conjunta: Cena Independente #3

0 comentários
Trago agora a edição de Março, logo na cola da edição de Fevereiro devido ao atraso em sua publicação. Espero poder ser mais ágil nas próximas coletâneas.

Mas bem, desculpas à parte, temos aqui mais uma bela mixtape que reforçará a óbvia-evidência da qualidade de nossos músicos que, quando a habilidade é pouca, então partem para a exploração total da criatividade. Quando a habilidade é muita, então são bons o bastante para não caírem num mar virtuoso enfadonhos e sem sentimentos. E assim se segue por cada estado, cada qual com suas características locais, ou não, muitas vezes com características de fora, tipo exportação mesmo, mas mostrando sempre que podem ser originais, embora as vezes partilhando das mesmas idéias.

Outro destaque é a diferença e experiência sonora obtida entre as edições. Com somente três sequências nós já pudemos experimentar dos mais diversos gêneros e elementos.


Agora ouça nossa indicação do mês de Março e logo mais clique em 'Continue lendo' para que sejam reveladas as demais surpresas.


A capa deste mês ficou por conta de Marcelo Santiago do Meio Desligado.



RIO DE JANEIRORockinPress
Mahmundi – Desaguar
chillwave/indie
Mahmundi é o projeto onde Marcela Vale se descreve em cores variadas, deixando aflorar seus sentimentos e de forma bonita, quase juvenil. Ouvir letras tão afogadas no amor e ao mesmo tempo destoadas por um instrumental dançante, com um timbre próprio e envolvente, fazem a música de Mahmundi ser ainda mais plural, mais contagiante. É fácil se encontrar dentro das canções do seu primeiro EP, Efeito das Cores – seja dentro de uma pista de dança ou feliz ao encontrar um amor. Afinal, a música nasceu para demonstrar sentimentos e com essa magia, Marcela sabe se expor.
Para quem gosta de: Toro Y Moi, El Guincho, Tulipa Ruiz



PARANÁ: Defenestrando
Naked Girls and Aeroplanes – K.A.C.C. (Rough Love)
folk/fofura
Formado por Rodrigo Lemos (d’A Banda Mais Bonita da Cidade e Lemoskine), Artur Roman e Wonder Bettin (ambos do Sabonetes), o Naked Girls and Aeroplanes é um desses grupos que combinam fofura e acordes que soem da melhor forma possível para chegar em algum ponto profundo e sentimental. Na música “K.A.C.C. (Rough Love)”, o trio parece misturar inocência e sensualidade a partir de arranjos vocais cuidadosamente planejados. A faixa está no EP de estreia da banda, lançado em fevereiro deste ano.
Para quem gosta de: Florence + The Machine, Cícero, Rosie and Me



SÃO PAULO: Move That Jukebox
Some Community – Head and Tail
indie/dream/pop

A bateria quase marcial marca os primeiros segundos do novo single dos paulistanos do Some Community. O baixo e o backing vocal do ex-Volantes Bernard Simon também são destaques nessa nova fase da banda - que volta em 2012 com EP novinho e shows recentes no Sxsw no currículo. “Head and Tail”, que já ganhou até um belíssimo vídeo, é cheia de climas etéreos, guitarras agudas e oníricas e teclados vibrantes com melodias singelas. A doce voz de Juliana Vacaro é a cereja do bolo. E em 5 minutos, o Some Community mostra que muita coisa mudou – pra melhor – desde RinoRino, EP debut da banda, de 2010.
Para quem gosta de: Warpaint, Cambriana, Local Natives



PERNAMBUCO: AltNewspapper
Daaniel Araújo – Estero Bla
ambient/experimental/instrumental/lo-fi

Daniel Araújo, artista responsável pela “cara” da Cena Independente #2, retorna nesta edição agradando desta vez aos ouvidos. Neste mês o músico lançou seu primeiro registro solo, todo feito em casa e seguindo a verve instrumental característica dele em suas bandas. O álbum se chama “De Dentro do Ser” e a faixa escolhida é a bela “Estero Bla”, uma sobreposição de camadas dançantes bem agradáveis. O jogo de letras que dá nome a música deixa claro a principal influência da mesma, decifre o mistério ouvindo...
Para quem gosta de: Hurtmold, Tortoise, Monodecks



MINAS GERAIS: Meio Desligado
Psilosamples – Olho de Cabra
eletrônica experimental/IDM

Por vezes soando como uma "IDM tropical", as músicas do Psilosamples utilizam samples, timbres vintage e ritmos quebrados de forma lo-fi e experimental. Oriundo do interior de MG, o Psilosamples tem crescido no circuito eletrônico alternativo, como sua presença no importante festival Sonar (em suas edições brasileira e espanhola) prova.
Para quem gosta de: Daedelus, Girl Talk, Squarepusher



BAHIA:El Cabong
Opanijé – Se Diz
rap/hip hop

O rap baiano poucas vezes ultrapassou as fronteiras do estado. Quem promete mudar isso é o Opanijé, grupo formado em 2005 e com o primeiro disco prestes a ser lançado. Dois MCs e um DJ unindo elementos clássicos do rap - samples bem sacados, batidas e crítica social - com ritmos afro-baianos, cânticos do candomblé, percussão e uma criatividade que às vezes entorta o ideal rapper. 
Para quem gosta de: Racionais MC's, Beastie Boys, Tincoãs



MATO GROSSO: Factóide
Macaco Bong – Japabugre

rock instrumental
EP Verdão e Verdinho  possui uma grande simbologia, já que foi o primeiro material gravado depois que o Macaco Bong se mudou de Cuiabá, mas tem a influência forte da viola pantaneira. Eles não sabiam, mas também foi o último registro de estúdio com Ney Hugo, da formação clássica do Macaco, que deixou a banda recentemente para dar lugar ao mineiro Gabriel Murilo.
Para quem gosta de: Mogwai e Slint



ESPÍRITO SANTO: Ignes Elevanium
Manfredines – Silêncio
rock

Manfredines é uma das mais interessantes bandas capixabas que fazem parte desse novo rock nacional, liderado por bandas como Los Hermanos e Móveis Coloniais de Acaju. Porém, a banda não toma suas influencias diretamente desses nomes, e sim de nomes dos anos 80 como Legião Urbana, Titãs e Paralamas do Sucesso. Conclusão: temos uma sonoridade nova e moderna, mas com a mesma qualidade e profundidade das bandas do passado. Eu diria que influencias inclusive da música internacional como Radiohead figuram evidentes na sonoridade da banda, especialmente no single "Silêncio", lançado em 2011, que é um excelente exemplo do som dos caras. A banda está pra lançar novo material em 2012, e como são uma banda totalmente independente, não tem muitas datas fixas, mas acredito eu que podemos aguardar um novo trabalho para este ano. Excelente banda mesmo, recomendadíssima!
Para quem gosta de: Radiohead, Los Hermanos, Titãs



RIO GRANDE DO NORTE: FUGA Underground
The Red Boots – Suicide
rock alternativo/thrash metal/desert rock

Os Red Boots lançaram seu álbum de estreia, “Aracnophilia”, no final de fevereiro pelo Projeto Incubadora do DoSol Netlabel. Com uma sonoridade densa que contrasta com a formação simples de um duo de guitarra e bateria, e usando de forma inteligente referências das mais diversas dentro do rock e do metal, a banda mossoroense criou um disco cheio de personalidade. Ecos de Metallica, Sonic Youth e Motörhead podem ser sentidos em “Suicide”, uma das faixas que dão a tônica do álbum.
Para quem gosta de: Metallica, Sonic Youth, Motörhead



PARAÍBA: Atividade FM
Johnny – BLEFE
indie rock/garage rock

JOHNNY é uma banda estreante no rock paraibano que começou a ganhar certa fama divulgando alguns singles avulsamente com qualidade. A banda é formada apenas por Gabriel Romio e Leon Guimarães que gravam as músicas sozinhas num estúdio, mas, que nas  suas apresentações contam com músicos de apoio. É perceptível uma grande influências de bandas britânicas de indie rock, como aquele Arctic Monkeys no início, principalmente nas letras que falam sobre relacionamentos e suas guitarras rápidas e dançantes.
Para quem gosta de: Vivendo do Ócio e Selvagens à Procura da Lei



Godzilla – Insolação
punk

A banda Godzilla vem do Estado do Amapá - especificamente do município de Santana. Suas conexões psíquicas suprem essa distância com uma leitura atualíssima, sexy, desolada, sagaz e urgente do rock e das relações humanas, como se vivessem em uma Megalópole destruída pelo monstro japonês que lhes empresta o nome.
Para quem gosta de: Ramones, Misfits, Sex Pistols



ALAGOAS: Sirva-se
Interrompidos - Igual à Minha Vida
rock/MPB/blues

Após uma série de mudanças, a Interrompidos se fortalece entre as bandas alternativas de Alagoas. Com o lançamento recente do EP “Interrompidos” e do clipe “Igual a minha vida” a banda que mistura Rock and Roll, Blues e MPB, vai se inserindo em um novo cenário onde já conseguiu o seu destaque. Com nove faixas, o EP simboliza bem a transformação e evolução musical do quarteto. Letras mais introspectivas e reflexivas junto a um instrumental equilibrado são o ponto alto da banda. O destaque da vez vai pra música que dá nome ao primeiro clipe da banda.

Para quem gosta de: Made In Brazil, Secos e Molhados, Mutantes



Streaming:

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.