quarta-feira, 4 de abril de 2012
Avatar

Näo - Discografia

4 comentários

Gênero: Experimental/Downtempo/IDM/Post-Rock
País: França
Perido de Atividade: 2002-Atualmente

Comentário: Ultimamente meu “ecleticismo” tem me assustado, e como já disse em alguns posts anteriores, salvo alguns estilos, brasileiros principalmente, tenho escutado de tudo. Creio que alcancei o ápice da incoerência musical. Mas não vejo isso como uma coisa ruim, porque devido a minha falta de pudor, no que se compete a o que ouvir, eu tenho me deparado com maravilhosas obras de arte musicais, conhecido bandas fenomenais, e meus ouvidos tem escutado muita coisa boa e inusitada. Pelo menos pra mim, tem sido agradável.

Essa conversa toda é para introduzir uma banda/projeto que conheci. Os caras se dispõem a fazer uma mistura de gêneros, pra mim, inusitada. Pode ser que o que eu vou apresentar aqui nem seja tão inovador e único quanto eu penso, mas é que se trata da união de dois estilos com os quais não sou muito familiarizado, estilos que passei a ouvir de uns tempos pra cá, que são: música eletrônica e Post-Rock. Então essa é uma resenha difícil, porque sou meio leigo, na verdade bastante, nesses estilos musicais, mas eu achei o trabalho da banda tão fenomenal que eu me senti na obrigação de compartilhar com vocês.

Pois bem, a banda em questão se chama Näo (ou nÄo), e é proveniente de Besançon, França. Não encontrei informações detalhadas na internet a respeito da banda, e ela também não é muito conhecida, possuindo um pouco mais de 26.000 execuções no Lastfm, o que é uma pena, porque é uma banda sensacional.

Das poucas e esparsas informações que encontrei, inclusive no Facebook da banda, posso dizer que ela começou como uma one-man-band, um projeto de música eletrônica encabeçado por Pierre-André, que começou em 2002, mas que lançou seu primeiro álbum apenas em 2009, intitulado “Picture This If You Will...”. Esse álbum é puramente eletrônico, e ainda não possuía os elementos do Rock, que só viriam no segundo trabalho e com a adição de novos integrantes em 2010. O trabalho é bastante atmosférico e classificado como Downtempo, mas não é puramente isso, porque é também bastante complexo e introspectivo, e acho que classificar o som como IDM seria pertinente. Mas mesmo assim acho que ainda vai além dessas duas influências, ainda mais que em algumas canções temos a presença de um piano, que da as músicas um ar mais erudito, e encaixa perfeitamente, dando uma certa elegância as canções. Mas como eu já disse todas são bem atmosféricas, e apesar de ser completamente eletrônico, o som evoca uma aura meio post-rock em algumas canções, assim como algumas possuem um ar meio de new age, já algumas são mais sombrias, bizarras, e parecem remeter a filmes de ficção cientifica. Em todo caso, um belo trabalho de música eletrônica, muito bem feito, preciso e inspirado, onde fica evidente a habilidade de Pierre-André.

Mas a sacada mesmo, o que me motivou a postar essa banda aqui, foi o segundo lançamento, que se deu no final de 2011, e é homônimo. Ele contém a mesma essência eletrônica do primeiro, mas esse álbum já não é feito somente por Pierre-André, e agora conta também com um baterista, Tibo, e um guitarrista, Jordan. A entrada desses dois instrumentistas levou as criações do Pierre-André a outro nível. A bateria e a guitarra entram para somar aos sons eletrônicos, dando uma encorpada e um maior peso ao som, deixando as canções com um charme maior, e criando uma atmosfera bem puxada para o post-rock, o que ficou simplesmente perfeito. O que predomina ainda é a música eletrônica, mas a guitarra e a bateria entram nos momentos certos, de forma oportuna, enriquecendo o som, deixando ele completo. Digo completo, porque eu nunca fui um grande fã de música instrumental, e sempre quando ouço, por mais habilidosos que sejam os instrumentistas, sempre acho que fica um vazio deixado pela falta de vocal, mas para minha surpresa, nesse álbum, os caras fizeram um trabalho tão bem estruturado, tão coeso, que os vocais não fazem a menor falta. É uma peça única, simplesmente maravilhoso e muito prazeroso de se ouvir. E o trio também conta com um quarto integrante, que fica responsável por fazer vídeos que passam em um telão durante os shows, tudo isso para deixar as performances ainda mais atmosféricas.

Como eu havia dito no inicio, são estilos novos pra mim, e sei que eu posso ter me enrolado, mas é que tenho dificuldade pra descrever esse tipo de música. Mas em todo caso, se minha resenha não tiver te convencido, os CD’s estão ai para download com as previas, e são altamente recomendados, principalmente o segundo, é a união perfeita de eletronic music e post-rock. Portanto peço encarecidamente que BAIXEM, e apreciem!

[MySpace//LastFM//Facebook]

Releases:

Álbum: Picture This If You Will...
Ano: 2009

Tracklist:

1.Hieno (feat. Cat's Eyes) - (5:01)
2.Labial - (4:49)
3.Ana Kata Part 1 (Ana Side) - (4:39)
4.Ana Kata Part 2 (Kata Side) - (6:34)
5.Eau douce - (5:06)
6.Artikelli (feat. Cat's Eyes) - (4:50)
7.Somme - (6:46)
8.Off-kikkoa - (6:29)
9.Century's Knight (feat. Anouk) - (5:26)
10.(2x+1)^4 - (5:47)
11.Uusi (feat. Cat's Eyes) - (4:38)

Download:

Mega



Álbum: Näo
Ano: 2011

Tracklist:

1.Glad - (3:40)
2.Ilogic - (4:21)
3.Uusi (v3.0) - (5:56)
4.Calibrate - (4:40)
5.Nope - (5:30)
6.Imago - (5:37)
7.Mechanical - (5:29)
8.Somme (v2.0) - (5:28)
9.Trent - (3:38)
10.Killing Time - (3:59) 

Download:

Mega

4 Responses so far.

  1. Anonymous says:

    eu baixei 2x o álbum de 2011, mas os arquivos estão com problemas.

    não teria outro link para download ai? =)

    de qualquer forma,

    Obrigado pela atenção ^^

  2. Násser says:

    Olá Anônimo! Gostaria de saber que tipo de problema que você está tendo com os arquivos, eu testei aqui e estavam normais.

    Mas em todo caso, eu já coloquei outros links de download. Se der problema de novo, avise.

    Abraço!

  3. Caramba, som muito bom! :o

    Valeu Násser!

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.