segunda-feira, 7 de maio de 2012
Avatar

J. D. Overdrive - Sex, Whiskey & Southern Blood

3 comentários

Gênero: Southern Metal/Rock/Stoner
País: Polônia
Ano: 2011

Comentário: Apesar do Southern Rock/Metal ter sua origem na região sul dos Estados Unidos, atualmente a Europa tem sido solo fértil para bandas dessa vertente, e ótimas bandas por sinal, que apesar da distância física que as separa do berço do gênero, executam um som que não deixa em nada a desejar, quando comparado com as bandas que deram origem ao gênero. De forma que se fosse omitido o país de origem de tais bandas, aposto que você diria que ela teria vindo de algum lugar como o Texas ou Alabama.

Esse é o caso de uma banda italiana que postei no blog recentemente, Southell, e agora vou deixar aqui para vocês mais uma dessa nova leva de bandas europeias com um espirito sulista norte-americano. Portanto caros leitores, hoje eu vos apresento J.D. Overdrive (abreviação de Jack Daniels Overdrive).

J.D. Overdrive é um quarteto proveniente da Polônia, e apesar de ainda estarem engatinhando no cenário musical, já apresentam um tremendo potencial. Formada em 2007, lançaram um EP intitulado “Pure Concentrated Evil”, em 2008, e só em 2011 é que lançaram seu primeiro full-length “Sex, Whiskey & Southern Blood”. E assim como o nome do álbum remete as raízes do som proposto e criado pelos caras, as suas canções refletem de maneira bastante fiel essa corrente sulista norte-americana. O gênero em questão não é muito aberto a inovações, e as bandas dessa linha possuem sonoridade bem parecida, mas o que faz uma diferenciar da outra, é a forma como essa receita é executada, e no caso do J.D. Overdrive, os músicos se mostram competentes e a receita é seguida e executada com maestria.

O álbum é bom por completo, e não seria justo destacar uma faixa ou outra, que conta também com uma versão de "Purple Haze", do Jimi Hendrix. Como é característica do estilo, a guitarra aqui assume o papel principal, com peso e cheia de groove, com riffs e solos envolventes, empolgantes e por vezes estonteantes, enquanto a bateria e o baixo fornecem o suporte necessário, com todos os méritos possiveis. O vocal também é ótimo e encaixa perfeitamente nas canções, ora gritado e agressivo, ora limpo e mais arrastado, mas cheio de feeling, e para finalizar uma pitada daquela Stoner, e pronto, tá feito um puta álbum. A banda faz valer as suas influências, por vezes soando como uma mistura de Pantera, Creed e Down, aproveitando o melhor deles, com um toque mais irreverente e descontraído. 

O trabalho é bastante solido, consistente e homogêneo, seguindo uma linha bem característica em todas as faixas do álbum, tomando um rumo um pouco diferente apenas na última canção “Into The Same River”, que é uma baladinha quase acústica, bem post-grunge, mas que é muito bacana, e fecha o registro com chave de ouro. Quem gosta do estilo com certeza vai apreciar esse álbum.

P.S.: No lastfm a banda possui duas páginas, uma com o nome abreviado, e outra escrito de forma completa, mas como no Myspace oficial da banda eles colocam o nome abreviado, e nos sites especializados a banda sempre é referida com seu no me na forma abreviada, eu coloquei as tags da mesma maneira.  Porque apesar da página do lastfm que possui o nome da banda de forma abreviada ter um menor número de ouvintes, é a que apresenta a grafia correta.

MySpace || Lastfm

Tracklist:

1.A Taste Of The South... - (0:32)
2.Ballbreaker - (3:54)
3.Boot Hill - (3:23)
4.Truth Teller - (3:54)
5.No Man's Land - (4:13)
6.The Art Of Demolition - (3:47)
7.Stoned To Death - (3:55)
8.Guilt And Redemption - (7:18)
9.Purple Haze - (2:25)
10.Demonize - (7:25)
11.Into The Same River - (4:53)

Download:
(97mb,320kbps)
Mediafire || Depositfiles || Sharebeast || Zippyshare

3 Responses so far.

  1. Eu conheci essa banda pelo whiplash, estava em uma lista de bandas que tem futuro, mas enfim... Eu gostei do som dos caras [e da moça], mas que puta clipe estranho esse.

    P.S.: Pelo que me lembre, eles adotaram o nome abreviado para evitar processo da marca de bebida Jack Daniel's

  2. Násser says:

    Pois é cara, eu não me lembro de onde eu vi os caras pela primeira vez, mas eu realmente acho que eles tem futuro. Esse play me agradou bastante! E eu imaginei que a abreviação fosse pra não dar problema com marca de uísque mesmo.

  3. Forbidden says:

    Aí sim, é esse tipo de capa de disco que temos que incentivar neste blogue, tinha que ter um "Julgue O Disco Pela Capa" só com belas mulheres como esta. Alou pêdenrique, vulgo PH, fica aí a idéia :B

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.