segunda-feira, 28 de maio de 2012
Avatar

Shining - Lots Of Girls Gonna Get Hurt

5 comentários


Gênero: Rock Alternativo/Depressive Rock (Covers)
País: Suécia
Ano: 2012

Comentário: O que era pra ser um registro a parte da discografia de um dos maiores ícones do DSBM onde a idéia era expor o ecletismo de influencias musicais que a banda possui, acabou se tornando em minha opnião um exemplo de como a voz de Niklas Kvarforth, o polêmico vocalista da banda, é diversa. Quem conhece a banda sabe o quão doentia e extrema é a voz de Niklas, rasgada, susurrada, gutural e tudo mais que você imaginar, ao longo da incrivel discografia da banda. Ao ver a Tracklist deste EP eu logo pensei que teriamos covers pesadíssimos de cada uma dessas músicas com Niklas esbravejando e transformando as canções que são todas num geral bem lights - tirando a do Katatonia - em hinos do DSBM. Só que é exatamente o contrário, Niklas adaptou sua voz totalmente ao estilo das músicas, cantando limpo em todas elas, coisa que raramente se via no Shining e em outras bandas do cara como o álbum do Bethlehem em que ele cantou. E esse é o grande atrativo do EP, já começo a destacar por agora.

O EP conta com 4 músicas de 3 bandas suecas e uma finlandesa, mostrando que se o objetivo era demonstrar as influencias da sonoridade do Shining, estas estão no frio nórdico. A primeira é bem óbvia, o Katatonia influenciou quase toda uma geração de bandas suecas de DSBM com o seu primeiro disco, Dance Of December Souls e seguiu influenciando uma infinidade de bandas que mesclavam sonoridades pesadas com tons melancólicos com seus álbuns seguintes que já apresentavam um som mais melódico porém ainda bastante denso e obscuro. A música escolhida, For My Demons, é bastante pesada e densa no instrumental, quando eu soube da presença dela neste EP eu logo imaginei que combinaria perfeitamente os rasgados de Niklas nela. Porém, como eu disse, Niklas canta limpo em todas as músicas sem exceção e nesta o vocal do cara é absurdamente excelente, com todo o feeling que Jonas Renske dá ao Katatonia. No instrumental toda a banda segura bem a vibe de manter a densidade do Katatonia numa música onde os riffs lembram muito a técnica usada pelo Shining pra criar suas atmosferas. Em seguida temos um cover do Kent, uma banda de rock alternativo sueca bastante famosa no seu país e bastante competente. Mas aí óbviamente o cover foge totalmente aos padrões do Shining, sendo uma música totalmente light e melódica onde nada - absolutamente NADA - lembra a frieza suicida da banda originalmente.

Depois temos um cover do Imperiet, uma banda sueca dos anos 80 também famosa em sua terra natal e um pouco desconhecida fora dela. O cover também é totalmente alienígena pros padrões do Shining mas Niklas - que já havia demonstrado isso no cover do Kent - consegue cantar de forma totalmente melódica, digamos, 'normal'. E isso é algo admirável pra um cara que só conheciamos por vocais tão doentios e extremos. Por fim temos um cover da banda finlandesa Poets Of The Fall que tem certo reconhecimento internacional por alguns singles. A música é a mais melódica das quatro por ser quase uma baladinha, se você não contar que o cover do Kent é de uma música bem melosa, assim como o Kent é quase sempre. Carnival Of Rust fecha um pequeno registro a parte totalmente esquisito pros fãs da banda porém perfeitamente plausível dentro do contexto de uma das bandas mais polêmicas do estilo que sempre tenta inovar, chocar e surpreender. Desde reinventar o Black Metal musicalmente até o Niklas ter o hábito de dar uns beijos na boca de seus colegas de banda, o Shining sempre surpreendeu e com esse EP não poderia ser diferente.

Você, fã de Shining, não espere nada parecido com a banda naturalmente. E você que nunca ouviu Shining, não comece por aqui. Este é um trabalho totalmente a parte da banda que só deve ser realmente apreciado pelos fãs do Niklas e do Shining. Pra estes, é um material maravilhoso do talento dos caras e vale muito a pena pegar e ouvir.

Facebook

Tracklist:

1.For My Demons (Katatonia cover)   06:03
2.Utan Dina Andetag (Kent cover)   04:30
3.Kung Av Jidder (Imperiet cover)      04:53
4.Carnival of Rust (Poets of the Fall cover)    04:41

Links:

Bayfiles//Uploaded//Crocko

5 Responses so far.

  1. Anonymous says:

    Shining é sempre foda, cara! Valeu pignes, anda se superando sempre.. ;D

  2. Anonymous says:

    O nome do EP é ótimo...
    Muito obrigada!

  3. Anonymous says:

    Blz indicar esse Shining sueco. http://en.wikipedia.org/wiki/Shining_(Norwegian_band)
    Mas conhece o norueguês?
    http://en.wikipedia.org/wiki/Shining_(Swedish_band)
    1000 vezes superior.

    Escuta:
    Shining - Fisheye
    http://www.youtube.com/watch?v=xlRAJErqK4A

    Shining - the madness and the damage done
    http://www.youtube.com/watch?v=UQ7Fh_Y2Lkg

    É doido demais: complexo, experimental, inteligente e agressivo.
    Pra quem curte Morphine, NIN, Dream Theather e Sisters of Mercy.

    Baixa aqui:
    http://maggotzer.blogspot.com.br/2010/01/shining-blackjazz-2010.html

  4. Násser says:

    Ô Anônimo, tem nada de uma ser melhor que a outra não. São bandas de estilos e propostas distintas, dexa disso. E o pessoal que acompanha o blog já conhece o Shining Norueguês, afinal tem a discografia deles postada aqui no blog!

  5. Forbidden says:

    E a gente ainda tava esses dias mesmo sentindo falta dos spam nos comentários, olha que loco!

    E diga-se de passagem, daonde tu tirou que o Shining noruegues é parecido com Sisters Of Mercy, Dream Theater, NIN e Morphine? Esse Shining é uma versão pesada do King Crimson e nada mais, assim como eles sabiamente fizeram aquele incrivel cover de 21st Century Shizoid Man. Mas são duas boas bandas como o Násser disse. E curiosamente duas bandas bem originais.

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.