segunda-feira, 14 de maio de 2012
Avatar

Viper - Theatre of Fate

1 comentários
Gênero: Melodic / Power Metal
País: Brasil
Ano: 1989

Comentário: Em 1985 dois irmãos, Pit (contra-baixo) e Yves Passarell(guitarra) juntamente com Felipe Machado (guitarra), Casio Audi (bateria) e André Matos (vocal, teclado), com a popularização do Heavy Metal na Europa, resolveram fazer um som pesado a maneira brasileira, formando uma das mais respeitadas bandas tupiniquim, que influênciou o metal de uma maneira geral, sendo uma das bandas Brasileiras mais cultuadas de todas, e a que lançou André Mattos, na ocasião um adolescente, ao estrelato. O vocalista saiu do grupo no início dos anos 90, após o segundo full-lenght, justamente esse que vos posto, e ai a história dele é confundida com a história do Metal Melódico. Após 4 álbuns de estudio, gravados com outros vocalistas, o cantor está de volta, 22 anos depois para uma turnê tocando os 2 discos na íntegra que ele gravou , juntamente com seus ex-companheiros da formação clássica, Pit Passarell, Felipe Machado e Guilherme Martin (bateria). O Fiel escudeiro de André, Hugo Mariutti, tocará a guitarra no lugar de Yves, que estará em tour com Capital Inicial, mas promete fazer participações nos clássicos.

Esse disco marca a maturidade dos integrantes da banda, proporcionando nada menos que 8 clássicos, sendo uma das pioneiras em colocar na mesma composição música erudita com metal, com arranjos perfeitos. A intro "Illusions" é uma prova da beleza do disco, com um teclado atmosférico e um violão, um prelúdio para a clássica " At Least a Chance". A primeira vez que ouvi essa canção fiquei impressionado com o vocal e com os arranjos de teclado, que nos remete a música clássica, coisa de quem sabia o que estava fazendo. "To live Again" é mais pesada, e mostra um poderio vocal, que nos dias de hoje, o André Mattos não seria capaz de fazer. A canção "A Cry from the Edge" é a mais linda do disco, que chega a arrepiar em sua introdução acústica, que ganhou um clipe na época. A mais famosa "Living for the Night" é mais tocada por bandas cover, dispensa comentários, e o disco fecha com "Moonlight", que é uma versão de uma sonata de Bethoveen, onde ali André Mattos alcançou todo o lirísmo de sua voz, mostrando ao mundo sua capacidade, credenciando-o a cantar em qualquer banda melódica do mundo.

Esse Clássico dos Clássicos do Heavy Metal mundial é importantíssimo para entender a história da música pesada do Brasil, e talvez seja um disco esquecido, e que muita gente não conheça, principalmente os mais novos. O som vintage, a capacidade criativa dos músicos de outrora, e a potência do brasileiro ficam evidente nesse álbum que é o cd de cabeceira de 10 entre 10 vocalistas competentes da cena. Destaque para o clipe tosco, mas que me deixa nostálgico ao extremo. Obrigatório para todos aqueles que acham que conhecem de música.


Tracklist:
1. Illusions - 01:51      
2. At Least a Chance - 03:59
3. To Live Again - 03:29    
4. A Cry from the Edge - 05:11
5. Living for the Night - 05:26
6. Prelude to Oblivion - 03:45
7. Theatre of Fate - 06:18
8. Moonlight - 04:40

Download : 
Freakshare / Sendmyway / Bitshare / Badongo / Depositfiles / Bayfiles / 2shared

One Response so far.

  1. Anonymous says:

    Obrigada pelo post, adorei conhecer a banda... e sim, o som deles é fodaah =]
    Tairine Luiza

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.