quarta-feira, 20 de junho de 2012
Avatar

Cloudkicker - Loop

1 comentários
Gênero: Post-Rock / Acoustic Progressive
País: Estados Unidos
Ano: 2011

Comentário: Mudar é bom. As mudanças trazem novas perspectivas, fazem você exergar as coisas de um jeito que não enxergava antes. O simples fato de você mudar a disposição das coisas da sua mesa de trabalho já faz seu cérebro reagir e buscar novas alternativas para velhos problemas, e isso é cientificamente comprovado. Se pequenas mudanças já são capazes de trazer benefícios imensos, imagine você o que advirá de mudanças drásticas.
Cloudkicker é uma one-man-band de Columbus, em Ohio, nos Estados Unidos. Ben Sharp se reveza na guitarra, baixo e programações para a montagem sempre muito dedicada de seus registros. Estreou no ano de 2008, com The Discovery, que revelava em seu conteúdo uma ótima amostra do mais puro Progressive Metal instrumental. Dois anos mais tarde, o segundo registro, Beacons, pendeu até mesmo para o Math Rock, com seus arranjos elaborados e viradas matadoras em cada uma de suas onze faixas. No ano passado, ao anunciar dois registros para o fim de 2011, deixou seus fãs ávidos e curiosos. Quando saiu o primeiro deles, Let Yourself Be Huge, a surpresa: uma guinada total e completa em seu estilo.
Loop é o segundo deles, e, como o nome sugere, é feito de pequenos momentos cíclicos, mas não mais de maneira pesada, como nos dois primeiros álbuns, mas se valendo de uma delicadeza ímpar. O Post-Rock, com ótimas doses de folk contemporâneo e elementos acústicos, domina as suas dezesseis singelas faixas, e denotam que Sharp é, acima de tudo, um artista versátil.
Nem todo mundo recebeu de maneira postiva - me lembro de um comentário no youtube nos termos de "What the fuck happened? This is boring as shit!" - sendo que os fãs mais xiitas não se regozijaram com a nova faceta artística apresentada. No entanto, há que se ressaltar a capacidade que o álbum tem em te fazer viajar, em te transportar em pensamentos que se desdobram e se ligam uns aos outros enquanto você se envolve nos arranjos suaves e, ao mesmo tempo, intrincados. Ouso dizer que se o Cloudkicker tivesse mais três ou quatro integrantes do calibre de Sharp, e se eles resolvessem se aprofundar no estilo, teríamos uma discografia à altura do Mogwai. Que prossiga em suas inventividades experimentais, não importa qual seja o estilo escolhido.

[ MySpace / LastFM ]

Tracklist:
  1. "1" - 1:40
  2. "2" - 1:18
  3. "3" - 1:56
  4. "4" - 1:34
  5. "5" - 1:53
  6. "6" - 1:25
  7. "7" - 1:39
  8. "8" - 1:53
  9. "9" - 1:50
  10. "10" - 1:52
  11. "11" - 1:34
  12. "12" - 1:52
  13. "13" - 0:58
  14. "14" - 1:34"
  15. "15" - 1:31
  16. "16" - 2:06
    Mediafire / Download Oficial e Gratuito
     

    One Response so far.

    1. Anonymous says:

      uma entrevista com o cara

      http://www.youtube.com/watch?v=m7WO07PmMFA&feature=related

    Leave a Reply

    Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

     
    Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

    Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.