sexta-feira, 8 de junho de 2012
Avatar

Diablo Swing Orchestra - Discografia

9 comentários
Gênero: Avant-garde Metal/ Symphonic/ Dark Cabaret
País: Suécia
Anos: 2003 — atualmente

Comentários: Diablo Swing Orchestra teria uma das mais impressionantes histórias se ela fosse de fato sua. Não entendeu? Pois bem, acontece que o nome "Diablo Swing Orchestra" remonta à década de 1500, quando uma orquestra surpreendente, de desempenhos inigualáveis e cujo som seduzia às diferentes classes sociais — como se fossem realmente feitiços tamanha envolvência que seu som causava — surgiu e foi conquistando os suecos. Porém, obviamente, a igreja católica não viu isso com bons olhos, ou melhor, não ouvira com bons ouvidos, considerando-na uma orquestra do mal, ou a 'orquestra do diabo', como viria a ser conhecida. Como resultado da ~magia sonora~ da orquestra somado aos dogmas sem pés nem cabeças da religião católica, nenhuma condenação parecia caber tão bem quanto o enforcamento (uma fogueirinha cairia muito bem também), e assim se exterminava a orquestra.

Aí tu me pergunta: Mas o que tem a atual banda haver com a antiga? Eu digo: talvez a vontade de fazer música surpreendente, ter músicos habilidosos, encantar nossos ouvidos e conseguir muitos seguidores em tão pouco tempo. Mas além disto, mais nada. Na verdade a lenda ainda diz que uma carta fora deixada aos descendentes dos músicos e que nela diz algo sobre reunir a orquestra, o que nos leva a crer que foi uma história interessante, mesmo que curta, criada para deixar aquele desejo de continuação.

Mas enfim, existindo ou não no século XVI, o importante é que a atual orquestra do diabo soube como resgatar certas sonoridades, levando-nos para décadas passadas sem deixar de fazer algumas referências ao presente. Referências essas que vão da música erudita ao heavy metal e sempre apoiando-se no dark cabaret. Também acaba fazendo uso de sonoridades emprestadas do flamenco, samba (para miiiinha alegriiiiaaaaaa), jazz e outras, mas sem soar simplesmente maluca, como fazem outras bandas denominadas avant-garde. D.S.O. consegue equilibrar, colocar o humor, a insanidade, beleza, magia, virtuosidades, técnica, fúria, mistério, sem precisar camuflar nada e de forma à agradar pagãos e cristãos (ou quase).

Tive conhecimento da banda ainda em seu "The Butcher's Ballroom", quando a banda fazia campanhas de divulgação através do MySpace (serviço cuja proposta sempre achei ótima, mas navegação e aparência desinteressantes). Este disco, na minha opinião, já apresentava, de mão beijada, o suficiente para sabermos os elementos que se repetiriam nos álbuns posteriores e, mesmo não sendo o meu disco favorito, tornou-se um dos meus mais imediatos vícios sonoros. Depois pude acompanhar uma nova campanha (agora focado no Youtube.... grande evolução "marketeira"!), desta vez para o incrível "Sing Along Songs for the Damned & Delirious", que, se não for correto dizer que se sobressaiu em relação ao anterior, ao menos foi capaz de provocar paixões fulminantes em seus seguidores e novos ouvintes. Eu, como bobo que sou, logicamente me vi ainda mais chegado à banda após a mínima, mas agradável introdução do samba lá no finalzinho da "Lucy Fears the Morning Star", fechando com chave de ouro esta que talvez seja a minha faixa favorita entre todas já compostas pela banda. Ah! Já ia esquecendo: o espaço dado ao humor também deu ao disco pontos positivos.
Sabendo-se que o samba soava muito bem para Daniel Håkansson, que se dizia apaixonado pelo gênero, foi com novamente expectativa que esperei por ouvi-la novamente em suas composições, o que de fato aconteceu, aparecendo no novíssimo "Pandora's Piñata". Só que agora essa referência brasileira recebeu um belo de um sublinhado e tendo como hospedeira a bela faixa "Guerilla Laments", que talvez seja das mais marcantes deste novo trabalho, se não a mais.

Finalizando e concluindo, de modo bem grosseiro, The Butcher's Ballroom traz todo um clima obscuro e dançante, é ousado e bebe de várias fontes. É ainda muito envolvido com o heavy metal e dá espaço para a música eletrônica. Não posso dizer se Sing Along Songs for the Damned & Delirious se distancia desta pegada pesada e metalística, mas tira mais e de formas diferentes proveito da guitarra, intercala bem mais com outros gêneros, elementos e instrumentos, acrescenta um toque maior de humor e desfruta mais da proposta "cabaret" ou "dark cabarat" — como queiram. Por fim Pandora's Piñata demonstra várias faixas mais diretas, sem grandes espetáculos, mas ainda assim muito mais próxima da proposta apresentada no disco anterior que do debut. As faixas iniciam e já sabemos mais ou menos como irão se comportar até o final, sem causarem surpresas (mas aqui eu não digo que isso seja ruim, ou bom). Não são todas, é claro, mas parece que a obra de 2009 mostrou tanto potencial que tenderá a se tornar O Disco na carreira da banda. Contudo, mesmo já tendo dito qual meu disco favorito, ainda assim Pandora's Piñata foi capaz de me prender fortemente, talvez porque já estava na hora de um disco menos travesso e mais sério e maduro.

MySpace


2003 - Borderline Hymns (EP)
Tracklist:
1. Porcelain Judas
2. D'angelo
3. Infralove
4. Pink Noise Waltz
Mediafire


2006 - The Butcher's Ballroom
Tracklist:
01 - Ballrog Boogie
02 - Heroines
03 - Poetic Pitbull Revolutions
04 - Ragdoll Physics
05 - D'angelo
06 - Velvet Embracer
07 - Gunpowder Chant
08 - Infralove
09 - Wedding March For A Bullet
10 - Qualms Of Conscience
11 - Zodiac Virtues
12 - Porcelain Judas
13 - Pink Noise Waltz
Mediafire


2009 - Sing Along Songs for the Damned & Delirious
Tracklist:
1. "A Tapdancer's Dilemma"
2. "A Rancid Romance"
3. "Lucy Fears The Morning Star"
4. "Bedlam Sticks"
5. "New World Widows"
6. "Siberian Love Affairs"
7. "Vodka Inferno"
8. "Memoirs Of A Roadkill"
9. "Ricerca Dell’anima"
10. "Stratosphere Serenade"
Mediafire


2012 - Pandora's Piñata
Tracklist:
01. Voodoo Mon Amour 04:39
02. Guerilla Laments 05:03
03. Kevlar Sweethearts 04:32
04. How to Organize a Lynch Mob 05:54
05. Black Box Messiah 03:02
06. Exit Strategy of a Wrecking Ball 06:11
07. Aurora 05:14
08. Mass Rapture 06:12
09. Honey Trap Aftermath 04:22
10. Of Kali Ma Calibre 04:32
11. Justice for Saint Mary 08:31
Mediafire

9 Responses so far.

  1. Lust says:

    essa banda eh incrivel!!! to completamente apaixonada! sem palavras!!! obrigada pelo post, pessoal!

  2. Não é de hoje que conheço esta banda. Há tempos que acompanho o Myspace deles e posso dizer que eles realmente surpreendem. Desde o som, diferente de tudo, mas também pelo visual (fugindo das vocais femininas gostosas e excêntricas). Com certeza vale conferir...

  3. Se com "gostosas" você se refira a conter bastante carne... realmente são :B

    Valeu pelo comments.

  4. Damien,

    Por isso eu disse "FUGINDO da vocalistas gotosas". Com certeza a AnnLouice precisa de um regime... srsrsrs

  5. Leandro says:

    Excelente Blog parabéns !!!

  6. Boa. Essa banda tem algo mágico mesmo, porque é ouvir uma só vez, e você acaba seduzido. Belo texto, aliás!
    Valeu!

  7. Anonymous says:

    Obrigado pelo reup, há tempos eu queria o SASDD mas o link tava quebrado, em 2007 baixei o "Butcher's" e nem dei atenção ao outro, só fui procurar depois de mto tempo e já estava indisponível. Vou pegar esse de 2012 logo pra não acontecer o mesmo *-*

  8. Baphomet says:

    Belo blog, meus parabéns! Essa banda, de fato, é magnifica, um som esplêndido e original!

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.