quarta-feira, 6 de junho de 2012
Avatar

Julgue o Disco pela Capa - Volume 04

5 comentários


Inocentes, perversas, angelicais, misteriosas, crianças sempre foram um marco no mundo da arte, em todos os segmentos. Pense rápido, quantas pinturas, filmes, séries, videoclips, fotos, comerciais não vem a cabeça, que foram marcados no tempo pela expressão de alguma criança? 
E no mundo da música não foi diferente, capas de grandes petardos musicais dignos de reverencia, tem em sua estampa alguma criança, o numero é tão grande que essa edição terá o dobro do tamanho usual de capas, e isso que ainda fui obrigado a cortar algumas.

E a arte escolhida para ilustrar o post, fora a famosa menina e o balão do Banksy, que talvez não seja exagero dizer, um dos artistas mais renomados e talentosos da última década.

E chega de enrolação, sei que ninguém dá a minima para as introduções, vamos as capas.







Album: Smashing Pumpkins - Siamese Dream
Ano: 1993

Porque está na lista: Na verdade este foi o álbum que inspirou essa edição do "Julgue o disco pela capa". Estava eu assistindo o excelente show de Billy Corgan & Cia no Rock in Rio Lisboa, levemente hipnotizado pela beleza da atual baixista da banda, eis que descubro que ela é nada mais nada menos do que uma das meninas da capa do Siamese Dream. Mas que coisa incrivel e maluca, 20 anos atrás ela era apenas uma menininha na capa de um dos principais álbuns da banda, e hoje, esta lá no palco tocando como integrante fixa do grupo. Por esse motivo óbvio, claramente merece abrir a lista, além do fato de representar a melhor fase do Pumpkins com a dobradinha Siamese Dream e logo depois Mellon Collies. 




Album: Dinosaur Jr. - Green Mind
Ano: 1991

Porque está na lista: Sim, essa capa já figurou na edição passada, mas ela é tão foda que merece aparecer em mais um top. Dinosaur Jr. é uma banda icônica dos mais profundos anais do indie rock e rock alternativo como um todo, assim como os americanos do Pixies e Sonic Youth, viriam a influenciar um mundo de bandas. O álbum musicalmente é lindo, pode-se dizer que fora bem proximo de um trabalho solo de J Mascis, vocalista, guitarrista e lider da banda, visto que Lou Barlow havia deixado eles pouco antes da gravação de Green Mind. A capa por si só é um show a parte, a foto é de 1969, foi tirada por Joseph Szabo e não tem o que comentar, a composição é perfeita. E até a simplória tipografia em um manuscrito torto em roxo e verde combinam perfeitamente com tudo. Essa é tranquilamente uma de minhas capas favoritas.

Download



Album: U2 - Boy
Ano: 1980

Porque está na lista: Ame ou odeie o U2, você querendo ou não eles tem uma legião de fãs absurda e por onde passam deixam sua marca. E tudo começou em Boy, de 1980. A capa é singela, apenas uma foto de um garoto com as mãos atrás da cabeça, sem inscrições nem nada, mas ainda assim é marcante, o olhar de Boy é inocente, este que viria a ser substituido pelo olhar sério do mesmo garoto três anos mais tarde, na capa de War, o detentor do super ultra mega hit "Sunday Bloody Sunday". O mesmo garoto ainda viria aparecer na capa da coletânea "Singles: 1980-1990" e no EP "Three". Curiosidades a parte, ele cresceu e se tornou fotografo do próprio U2. 




Album: Nas - Illmatic
Ano: 1993

Porque está na lista: Simplesmente por ser opinião unânime, um dos melhores e mais importantes álbuns da história do hip hop. Illmatic foi tão grande que o Nas nunca conseguiu sair da sombra da sua própria magnum opus, e teve uma carreira apagada após ele (apesar de mostrar sinais nos ultimos tempos de que está voltando com tudo). A capa é simples e exprime tudo que um álbum de hip hop do começo dos anos 90 queria passar, os problemas sociais da periferia e a condição de vida daqueles que lá vivem. Não precisa de descrições, é questão de bater os olhos e absorver de cara tudo que o álbum apresenta.




Album: Korn - Korn
Ano: 1994

Porque está na lista: Diziam que o Grunge havia matado o metal, de fato o tão popular heavy metal que explodiu nos anos 80 perdeu popularidade bruscamente para Nirvana, Pearl Jam, Alice in Chains e companhia, até que um quinteto de jovens de Bakersfield, California debuta com um álbum auto-intitulado. Riffs cheio de grooves e pesadissimos, efeitos eletrônicos, tempos estranhos, além de letras raivosas que caiam como uma luva para os adolescentes descontentes da época, não havia muito parecido até então. Korn se tornou uma das maiores bandas do rock dos anos 90, e a mesma medida que criou fãs, também criou o ódio dos mais puristas. Crianças em suas capas se tornaram recorrentes, como pode ser visto nos albuns que vieram em sequência, como o menininho maligno de Life is Peachy, a menininha na beira do penhasco de Follow the Leader que tem arte de McFarlane, e as crianças macabras de Untouchables.




Album: Alcest - Souvenirs d'un Autre Monde
Ano: 2007

Porque está na lista: Bom, pra começar eu acredito que Alcest é o tipo de banda que tem a cara do Pignes, por algum motivo sempre tive essa impressão, assim como bandas como Katatonia e Anathema (talvez reflita em partes o gosto geral das pessoas que passaram por este humilde blog). Mas vamos ao que interessa, particularmente acho a capa linda, os tons de azul e verde, o menininho (ou menininha, nunca tive a certeza do sexo da criança) de cabelo desgrenhado ao vento, olhando pra baixo, e que por algum motivo reflete e muito a sonoridade do álbum, a atmosfera fantasiosa, mágica e principalmente melancólica que ele carrega. Além dele ser o marco 0 do talvez gênero mais  interessante que surgiu no metal nos ultimos tempos, o tal do "Post-Black Metal", uma mistura lúdica entre shoegaze, post-rock e black metal. 




Album: Brand New - The Devil and God are Raging Inside Me
Ano: 2006

Porque está na lista: Brand New por algum motivo é uma banda relativamente desconhecida no Brasil, enquanto nos EUA possui uma fanbase razoavelmente grande, mesmo sendo uma banda estranha. Quase não lançam singles, pouco se sabe sobre seus integrantes, são de fato misteriosos. Praticam um post-hardcore bem característico, com boas influencias de indie rock e do emo dos anos 90. A capa é bem curiosa, a menina aparentemente escondida dos dois caras na porta usand mascaras de monstros, sobretudo e um deles vestindo uma pantufa, tal foto originalmente fazia parte de um book do fotografo Nicholas Prior, e foi usada sem permissão pela banda pra capa do trabalho, tudo isso deu um belo rolo. E a picaretagem não para por aí, dentro da artwork do album, não se encontra as letras, apenas um comunicado escrito "please send $1 to *endereço* for a complete copy of the lyrics.", não preciso dizer que muita gente mandou e jamais receberam nada. Mas tudo bem, isso não diminui a qualidade desse belo álbum.

Download



Album: Violent Femmes - Violent Femmes
Ano: 1983

Porque está na lista: Infelizmente pouco reconhecido pelo público geral, Violent Femmes é a típica banda a frente do seu tempo. Seu debut é sempre lembrado pela critica especializada como um dos melhores álbuns dos anos 80, status merecido. Um post-punk com incriveis influências de folk, que passeia ainda por diversas estilos que vão do country ao blues, uma verdadeira perola que mereceria ter a popularidade bem maior. A capa é clássica, a simples foto de uma menininha em uma janela de uma casa aparentemente abandonada com uma tipografia bem rustica, ainda assim de bom gosto. 




Album: Radiohead - Pablo Honey
Ano: 1993

Porque está na lista: Simplesmente é o detentor do maior hit da carreira da banda, e ao mesmo tempo é o album mais renegado de sua discografia. A capa é feia pra cacete, me lembra aquele sol bizarro com rosto de bebê do Telletubies só que piorado, verdadeiramente Creep. Mas ainda assim merece respeito por ter sido o início de uma das bandas mais geniais e influentes das últimas décadas, que conseguiram se tornar gigantes, populares, mesmo com suas músicas carregadas de melodias nada comerciais e sua sonoridade densa e cheia de melancolia e depressão.

Download



Album: Nirvana - Nevermind
Ano: 1991

Porque está na lista: Sério, me recuso a comentar qualquer coisa sobre a relevância do Nevermind ou sua capa. 

5 Responses so far.

  1. Po cara, bela seleção, não conhecia a do Violent Femmes e achei digna de entrar ae.
    Só um detalhe: o Corgan admitiu, recentemente, que isso aí da baixista era pegadinha do Mallandro.

  2. Koticho says:

    Porra. PH voce destruiu meu post

  3. Anonymous says:

    UOL : 15 capas de álbuns influenciadas por famosas obras de arte
    http://virgula.uol.com.br/ver/album/musica/2012/05/31/20297-15-capas-de-albuns-influenciadas-por-famosas-obras-de-arte

    Poderia usar nos seus posts?

  4. Anonymous says:

    1) Olha o Mellon Collie dos Smashing Pumpkins:

    A foto é autoexplicativa
    http://img274.imageshack.us/img274/8470/mcischan3ja.jpg
    http://smashingpumpkins.pbworks.com/w/page/16955489/FrontPage

    O que rendeu a capa dos goianos do Réu e Condenado:
    http://www.pensamentoscirculares.blogger.com.br/CAPAfinal.jpg

    I did find a little information about the artwork on the cover. The key as to the type of art would seem to be that it is collage with inspirations from the Renaissance, High Renaissance and the Romantic period in art.

    From Mellon Collie and the Infinite Sadness - Wikipedia, the free encyclopedia

    Quote:
    Artwork
    Art direction for the album is credited to Frank Olinsky and Billy Corgan. The actual illustrations are digital collages put together by John Craig. The design for the album cover was inspired by a combination of the face from the painting Fidelity by Jean Baptiste Greuze and the body from the painting Saint Catherine of Alexandria by Raphael.
    Additional links that are cited in the above:

    Jean-Baptiste Greuze - Wikipedia, the free encyclopedia

    Saint Catherine of Alexandria (Raphael) - Wikipedia, the free encyclopedia

    Raphael - Wikipedia, the free encyclopedia

    http://en.wikipedia.org/wiki/Mellon_Collie_and_the_Infinite_Sadness

    http://gardenofpraise.com/artprint75.htm

    http://en.wikipedia.org/wiki/Saint_Catherine_of_Alexandria_%28Raphael%29

    2) Aí veja depois a foto da capa do disco do Hole:

    http://www.cifraclubnews.com.br/noticias/21497-hole-banda-de-courtney-love-divulga-capa-e-mosicas-do-novo-album.html
    http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/7/7e/Marie167.jpg
    http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/f/f2/Anne_boleyn.jpg
    http://en.wikipedia.org/wiki/Marie_Antoinette
    http://en.wikipedia.org/wiki/Anne_Boleyn

    Espero ter contribuído.

  5. Anonymous says:

    Scott Weiland (1998), 40 anos depois, na cola do John Coltrane (1957).
    http://setedoses.files.wordpress.com/2010/12/scott_weiland1.jpg
    http://jeffeaston.com/Music/Images/AlbumArt/JohnColtrane_BlueTrain.jpg

    Scott Weiland (1998), 8 anos depois, na cola do Joni Mitchel (1990).
    http://setedoses.files.wordpress.com/2010/12/scott_weiland1.jpg
    http://images.uulyrics.com/cover/j/joni-mitchell/album-blue.jpg

    Courtney Love (2007), 30 anos depois, na cola da Mariane Faithful (1979).
    http://www.edescargar.com/wp-content/uploads/2009/05/courtney-love-nobodys-daughter-2009.jpg
    http://www.odt.co.nz/files/story/2011/06/faithfull_s_finest_a_measure_of_resilience_4df9964f40.JPG

    Espero ter contribuído.

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.