sábado, 4 de agosto de 2012
Avatar

5 Stabbed 4 Corpses - Get Smashed

0 comentários
Gênero: Brutal Death Metal / Grindcore
País: Alemanha
Ano: 2011

Comentário: Trago lhes nesse post um quarteto alemão que consegue fazer uma podreira muito bem feita e muito apreciada por esse que vos escreve. A banda foi criada em 2009 e conta com apenas 1 full-lenght, sem registros de demos, EPs e etc na discografia.

O Lineup do grupo é formado por Alex na bateria, fazendo um trabalho rápido e característico, sem firula, direto ao ponto, sem uma técnica que mereça destaque. Mella Stamp é a "Dama do Grindcore", a menina responsável pelo contra-baixo, com uma atitude monstra, ela toca as 3 ou 4 notas da canção com personalidade, mesmo com a mixagem do baixo lixenta como de costume, o instrumento é audível, fechando bem a cozinha. Slava é o guitarrista, e o cara que da o peso nescessário em seus riffs rápidos, porem um pouco pobre, mas o importante é o barulho que ele consegue tirar com sua arma de 6 cordas. O vocalista, Rico, é o grande destaque, com uma versatilidade vocal que impressiona muito. Muito inteligente a colocação da voz, variando do gutural brutal, passando por um gutural visceral e fazendo 2 estilos de pig squeal que me deixou impressionado com a técnica usada, com o detalhe de não ser apenas um cantor de estúdio, reproduzindo fielmente suas técnicas ao vivo.

Esse release lançado em setembro de 2011, conta com 17 canções de pura sujeira, chutadas em pouco mais de 32 minutos de pura brutalidade e velocidade. O disco abre com "All Day Penetration", sendo perfeita para dar boas vindas ao ouvinte, deixando toda a temática porn a mostra, e fazendo clara referência suína declarada, com vários porcos grunhindo ao terminar a música. "Bloddy Cockriders" é onde a variação vocal acontece a toda hora, ótima faixa para os vocalistas usarem como exemplo de versatilidade vocal. A canção "Collateral Damage" é a mais brutal e violenta do cd, aqui sim, trazendo o grindcore a sua origem. "Splattered Sanoritas" é o clássico dos clássicos da banda, onde podemos ver toda a atitude da banda no preview numa performance memorável principalmente de sua baixista. A faixa "Psycho Dance" fecha o disco e mostra um vocal mais "cantado" e um instrumental mais cadenciado, terminando o disco de uma maneira perfeita.

Esse album é muito coeso, apesar da baixa qualidade de mixagem, tras um grindcore muito bem executado e de ótima qualidade. A qualidade musical dos membros pode ser questionada, pois é um pouco pobre e não inova em nada, mas são velozes e barulhentos, com um conjunto que funciona muito bem em sua quimica, além de Rico ser um dos melhores vocalistas do estilo que eu já ouvi, se não o melhor, sem exageiros. Um disco pra quem quer podreira, porn e gore, e não espera nada além de meia hora pra bater a cabeça e se divertir. Uma ótima pedida pra quem curte o estilo igual a mim, mas se você espera algo trampado e técnico, passe longe, pois o lance aqui é se divertir com esse maravilhoso debut dessa banda que tem uma carreira muito promissora. Lindo disco.

MySpace // LastFM

Tracklist:
1.All Day Penetration - 02:16    
2.Just Another Funeral - 03:28    
3.Stuppid Bondage Slut - 01:55    
4.Bloody Cockriders - 02:05    
5.Collateral Damage - 00:59    
6.The Rotten Pussy Blues - 00:57    
7.Talking Shit - 01:12    
8.Drowned in Menstruation - 03:23    
9.Splattered Senoritas - 02:19      
10.All You Sinners - 02:02    
11.Bleed - 02:04    
12.Facefucker - 00:51    
13.Analcritters - 01:30    
14.Who's Next - 01:19    
15.Rape Kill Eat - 02:23    
16.Die Ass Fuck Die - 01:13    
17.Psycho Dance (Bonus Track) - 02:48

Download:


Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.