segunda-feira, 17 de setembro de 2012
Avatar

Gallows - Gallows

5 comentários
Gênero: Hardcore, Punk
País: Inglaterra
Ano: 2012

Comentário: Muito embora pareça que este post esteja de algum modo relacionado ao Pignes Singles #20, haja vista que neste há uma faixa desse álbum, a qual quem postara fora o Porteiro; digo: não está! A grande ironia é que, até um tempinho atrás, eu sequer sabia sobre a existência desta banda e tampouco atentei para o fato dela aparecer subitamente nesta edição do Pignes Singles. Encontrei-a ao acaso e, outra vez, quis ouvi-la sobretudo pela capa do álbum, que me chamara atenção por conta deste capuz preto (Aliás, já reparei que uns e outros vocalistas de bandas utilizam-no durante os shows e até agora não sei o que este ato significa – se você souber, por favor, informe-me)! Contudo, devo ressaltar que as poucas linhas do comentário do Porteiro sobre a banda muito me elucidaram para chegar até este post, pois, conquanto goste bastante da proposta e sonoridade, confesso que pouco conheço deste ramo!

Formada em 2005, Gallows traz como integrantes Laurent Barnard (guitarra), Laurent Barnard (guitarra), Steph Carter (guitarra), Stuart Gili-Ross (baixo), Lee Barratt (bateria) e Wade MacNeil (vocais) – este que entrou em 2011 no lugar de Frank Carter e, como todos já sabem, é um ex-Alexisonfire). Posso dizer que, apesar de relativamente nova, é uma banda badalada, com idas e vindas intercontinentais, sei lá quantas aparições com bandas ultrafamosas – como Rage Against The Machine –, uns e outros prêmios, três álbuns, uma música no Guitar Hero e outra na trilha sonora de Yes, man aquele do Jim Carry!

Inspirada no Punk Oitentista do Black Flag – e, reza a lenda, passando pelos riffs do Mastodon (discordo) –, com vocais graves, baterias, guitarras e contrabaixos absolutamente em FÚRIA (sim, escrito em letras garrafais!); este som não é para qualquer um, sobretudo, quando você é daqueles que costuma ouvir músicas no nível “médio”. Gallows é inquietação e incêndio musical; desgraceira com letra e melodia!

O principal objetivo da banda é resgatar a essência que existia no Punk Rock do final dos anos 80 e reinventá-lo, aplicando doses de brutalidade, paixão e ameaça. A mensagem do grupo pinta furiosamente uma cena de camaradagem, autopreservação, confrontos e uma espécie de fuga de um mundo sem expressão. Em uma evolução que, talvez muitas bandas tenham medo de introduzir em seu som, que é a expressão de sentimentos e berros guturais.
- Trecho do Last.fm

Por fim, ouso definir este som em apenas duas palavas: um estupro!

Tracklist:
01. Victim Culture
02. Everybody Loves You (When You’re Dead)
03. Last June
04. Outsider Art
05. Vapid Adolescent Blues
06. Austere
07. Depravers
08. Odessa
09. Nations Never Enough
10. Cult of Mary
11. Cross of Lorraine

Download: Rapidshare // Crocko // Outros Links

5 Responses so far.

  1. Vou escutar. Mas mesmo tendo uma proposta meio diferente, acho que eles nunca mais farão um trabalho que chegue perto do "Orchestra of Wolves".

  2. Já estou baixando. Acho difícil bater o "Orchestra of Wolves", mesmo tendo uma proposta diferente e tal.

  3. Ariel C. says:

    Eu ouvi o "Orchestra of Wolves", ele é cru e seco, o que o torna muito bom. E em determinados momentos, comparando com o "Gallows", nem parecia ser da mesma banda (principalmente pelos vocais). No fim, acho que cada um quebra as coisas de um jeito. Mas, talvez como eu tenha escutado "Gallows" primeiro, prefiro este. :B

  4. Forbidden says:

    Subitamente reparei que o uso dos capuzes deve ser algo bem óbvio, "Gallows" é forca em inglês, ou seja, tem a ver com penas capitais e tal, e esse capuz me lembra bastante um capuz daqueles capatazes que abrem a escotilha pros pés do enforcado serem soltos ao ar e sua vida acabar :B

  5. Gheurt says:

    sdds frank carter... não to dizendo que ficou ruim, mas ele faz falta.

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.