sábado, 6 de outubro de 2012
Avatar

Afrika Bambaataa & Soulsonic Force - Planet Rock: The Album

0 comentários
Gênero: Hip Hop / Electro-Funk / Disco
País: Estados Unidos
Ano: 1986

Comentário: Nós, digníssimos membros deste blog, que fazemos a circulação de cultura musical acontecer, temos um grupo específico no facebook, no qual discutimos os rumos do blog, o PIB do país, o corte de cabelo do Neymar, dentre outras inutilidades. Ontem, a discussão adveio de um pedido de sugestão de um dos uploaders, que estava duvidoso acerca do gênero Electropop, e pedia um exemplo de artista deste nicho. Um dos postadores - cuja identidade não vou revelar, para preservar sua integridade - sugeriur Afrika Bambaataa. Pensei comigo: what the fucking fuck? Logo em seguida ele se retratou, é verdade, mas a sua dislexia serviu para me lembrar do primoroso trabalho de Bambaataa e a sua incomensurável influência em um de meus estilos preferidos: o Hip Hop.
Planet Rock: The Album é considerado o primeiro grande registro de sua carreira, quase um debut,e pode ser tomado como um exemplo fidedigno das transformações que a música pode operar na vida de alguém. Nascido e criado no Bronx, bairro violento de Nova York, - onde se passam os filmes do Charles Bronson, arrebentando com bandidos, pra s eter uma ideia - sua juventude teve lugar num tempo em que a grande "moda" entre as classes mais baixas era a formação de gangues para cometer delitos e arruaças. Além disso, a rivalidade com outras gangues também era algo relevante, gerando conflitos que, muitas vezes, desfalcavam os seus batalhões, retirando a vida de muitos jovens.
A Black Spades era uma das mais famosas dessas organizações criminosas. E como era imperioso na estatística, Bambaataa, um então juvenil Kevin Donovan, seu nome de nascença, se agregou ao grupo e, por muitas vezes, agrediu rivais, destruiu propriedades alheias, se aglomerou para usar drogas, enfim, mil manifestações do ódio. Só coisa de gente bem intencionada. Aos poucos, foi vendo a gérmen do Hip Hop crescer, e tomado pelas batidas que passou a arriscar como DJ, percebeu que aquele não era o caminho mais adequado.
Hoje, é apontado como uma das maiores razões pela qual a Black Spades decaiu a partir de 1973 e se extinguiu pouco tempo depois. Saindo da gangue, fundou a Universal Zulu Nation, grupo de Hip Hop e ativismo social, e foi seguido por muitos outros comparsas dos tempos de rebeldia imotivada. As crenças da nova união deram origem à Hip Hop Declaration of Peace, iniciativa conjunta do Temple of Hip Hop (outro grupo formado por um grande nome, KRS-One).  A declaração enumera dezoito princípios visando ao bem comum.
E como que um agradecimento pelo fato de a música ter transformado sua vida, Bambaataa transformou pra sempre os rumos da música. É considerado um dos pais do Hip Hop, e, ouvindo Planet Rock de cabo a rabo, é possível identificar ali a semente do que o bom Hip Hop representa hoje. Ouvindo lançamentos, por sua vez, dá pra reconhecer o dedo de Bambaataa na quase totalidade dos registros dos rappers hodiernos.
Enfim, é um cara que não se consegue ignorar, nem mesmo deixar de admirar. Até porque, convenhamos: quem é que fica parado ao ouvir as famosíssimas batidas da faixa título. Sinta a batida, rapaz.



Tracklist:
  1. "Planet Rock" – 7:31
  2. "Looking for the Perfect Beat" – 6:51
  3. "Renegades of Funk" – 6:45
  4. "Frantic Situation" (Frantic Mix) (feat. Melle Mel) – 5:07
  5. "Who You Funkin' With?" – 6:23
  6. "Go-Go Pop" (feat. Trouble Funk) – 6:00
  7. "They Made a Mistake" – 5:30


Download:

Outros Links

 

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.