domingo, 25 de novembro de 2012
Avatar

Drops de Bacon #1 - O Hip Hop em 2012 part1

7 comentários

Acreditem, nós gostaríamos de postar muito mais. Mas infelizmente por muitas vezes não temos como, todos do Pignes trabalham, estudam, tem suas vidas pessoais, e este é um espaço formado por diferentes tipos de pessoas, temos advogados, físicos, enfermeiros, e ninguém ganha absolutamente nada com o blog, mas todos nós temos uma coisa em comum: a paixão pela música. Particularmente falando, se eu pudesse, postaria 5 vezes ao dia, é prazeroso criar um post, compartilhar algo que considero legal, e isso se torna ainda melhor quando o feedback de você, leitor, é positivo. Mas por diversos motivos nem sempre isso é possível, as vezes falta tempo, as vezes inspiração, ou mesmo capacidade para criar um post que faça jus ao material escolhido. Para de certa forma conseguirmos abordar uma maior quantidade de coisas que gostaríamos de postar, criamos essa nova coluna, o "Drops de Bacon".

O que é? Bem, a ideia é simples, trazer de forma regular alguns álbuns, que provavelmente deverão se encaixar em determinado tema, mas no caso a sacada aqui é que as resenhas aparecerão de forma mais condensada, breve e polida, tornando tudo mais fácil e dinâmico. Obviamente os posts tradicionais continuarão da mesma forma, mas esse aqui vai ser o jeito de conseguir abordar ainda mais bandas que achamos legal e queremos compartilhar. Nessa primeira edição o tema escolhido fora os álbuns de hip hop lançados em 2012, afinal, esse ano foi incrível pro gênero, uma quantidade enorme de álbuns foram lançados, então deu pra montarmos um belo apanhado de "musts" para o deleite daqueles que já curtem, e também pra quem tem intenção de se iniciar por aqui.



Kendrick Lamar - Good Kid, m.A.A.d City
West Coast Hip Hop, Conscious Hip Hop


O nome do ano no hip hop. Kendrick debutou em 2011 com seu Section.80, um álbum aclamado com influências que chegam ao Jazz. Foi apadrinhado por Dr. Dre, e como não poderia deixar de ser, sofreu a pressão do segundo álbum, será que conseguiria manter o nível? Pois bem, não só conseguiu como superou, em um álbum conceitual e auto-biográfico, Kendrick conta sua história, seus 24 anos de vida, da sua ascensão de jovem pobre do Compton à nome de destaque no lineup do Coachella. Ser hypado as vezes é fácil, segurar o hype é a parte difícil, Good Kid, m.A.A.d City estreou na segunda colocação da Billboard com quase 250 mil cópias vendidas em uma semana, e conseguiu segurar a onda se tornando figurinha carimbada em listas de melhores do ano graças a sua produção refinada, seus refrões por vezes grudento, e todos os outros elementos que torna o álbum grandioso como é.


Death Grips - The Money Store
Experimental Hip Hop, Hardcore Hip Hop, Industrial Hip Hop




"O Black Flag do Hip Hop". Mais um nome bem atual do Hip Hop, o trio californiano formado apenas em 2010, chacoalhou o mundo da música em 2012. Primeiramente com seu Money Store, aquele tipo de álbum que joga seu cérebro num liquidificador, extremamente agressivo, como pouco se vê no hip hop, cheio de noises, barulhos desconexos, experimentalismo puro. E se já não bastasse toda a atenção voltada para eles esse ano graças a grata surpresa que The Money Store causou com sua sonoridade completamente diferenciada, por motivos de discordâncias e brigas com a gravadora da qual faziam parte, resolveram vazar por si só o álbum No Love Deep Web, juntamente de uma capa nada agradável (NSFW).




Rapidshare//Rapidgator//Bayfiles

Killer Mike - R.A.P Music
Southern Hip Hop, Hardcore Hip Hop, Conscious Hip Hop


Killer Mike surgiu graças ao Outkast, seu primeiro trabalho veio em participações no álbum Stankonia, e desde então fez inúmeras participações em trabalhos alheios, além de ter lançado 5 álbuns, nada de grande relevância ou impacto, é verdade, mas o salto de qualidade que aconteceu em R.A.P Music é incrível. Talvez a grande mágica tenha vindo da parceria com EL-P, responsável pelos beats e produção do disco, o cara foi incrível como sempre. Além disso, ele atacou com trabalhos de primeira em todos os lados, o incrível clip de Big Beast, um curta metragem de tirar o folego, faixas pesadas e agressivas contrastando com outras um tanto quanto melancólicas como a do single Untitled (mas extremamente ácida), tudo isso contribui para fechar R.A.P Music como um disco quase que perfeito.



El-P - Cancer 4 Cure
East Coast Hip Hop, Experimental Hip Hop, Abstract Hip Hop


El Producto, ou apenas El-P, o tipo de cara que merecia ser muito maior do que é, não só pela qualidade de seus trabalhos, mas pela força que sempre representou pro hip hop underground. Desde o início da década de 90 talvez ele junto do Atmosphere sejam as lendas que criaram a coisa toda. Um dos meus produtores favoritos, se a minha palavra não for confiável o suficiente, gente como Cedric Bixler (The Mars Volta), Trent Reznor (Nine Inch Nails) e Cat Power são abertamente fãs do cara, e já uniram forças a ele. Cancer 4 Cure mantém a qualidade dos trabalhos anteriores, com suas doses de experimentalismo, o flow e a versatilidade nas letras, e tudo aquilo que consagrou o nome de El-P como um dos principais nomes do underground.




Rapidshare//Rapidgator//Bayfiles

Captain Murphy - Du∆lity
Abstract Hip Hop, Experimental Hip Hop


Uma indicação que vale pelo fator curiosidade: Captain Murphy, surgiu quase que do nada, lançando músicas que utilizam de animações psicodélicas, alguns samples estranhos que incluem até Ave Lucifer do Mutantes. Anteriormente sua unica aparição havia sido em uma faixa do Flying Lotus, esse que é um dos nomes mais provaveis para ser a verdadeira face de Murphy já que este permanece sob completo mistério e anonimato. O projeto tem como principal referência o Madvillain, o que por si só já é sensacional, sob tudo isso Murphy cria beats sensacionais, o que me faz acreditar ainda mais que este seja o Flying Lotus. Duality, sua primeira mixtape foi concebida de forma também visual e foi disponibilizada para stream junto com um video que a acompanha por inteira. E pode ser assistida no site oficial. Para uma experiência lisérgica, clique aqui.

Edit: Coincidentemente, um ia após esse post Flying Lotus revelou que realmente é o Captain Murphy. 



Rapidshare//Rapidgator//Crocko

7 Responses so far.

  1. Anônimo says:

    Porra, excelentes sons! Obrigadão, é sempre bom abrir o olhar para as vanguardas musicais.

  2. Anônimo says:

    Puto, não esqueça de Amiri. Ouça Insônia do EP dele (não a versão antiga).

  3. Baita post! Do caralho El-P e o Captain Murphy. Tu falou da referência ao Madvillain, fui dar uma ouvida no cara, mas os links para downloads estão quebrados =/.

  4. Koticho says:

    Daniel, reupado o madvillain

  5. Boa!

    Quanto ao Captain Murphy, só tinha ouvido falar e nunca tinha ouvido de fato. Baixei agora e ouvi os 34min ininterruptamente. Tem dedo da OFWGKTA nisso. Sendo mais específico: ou o Earl Sweatshirt faz MUITAS participações em Duality, ou ele é o CM mesmo.

  6. Koticho says:

    Bom, pode ser, o Earl por coincidencia participou da mesma música que o murphy participou do Flylo

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.