quarta-feira, 17 de abril de 2013
Avatar

Sodom - Epitome of Torture

0 comentários
Gênero: Thrash Metal
País: Alemanha
Ano: 2013

Comentário: Entra ano e sai ano, as especulações sobre o que vem por ai, a expectativa de um grande nome lançar um trabalho novo, além de várias coisas que iremos conhecer, boas ou não, é o que estimula e faz um fanático por música como eu continuar a querer descobrir e compartilhar o que eu acho válido, e é exatamente o que ocorre nesse post. No quesito "lançamento de lendas" não vejo nada acima desse aqui neste ano corrente.

Sodom deveria dispensar apresentações, mas pra quem não conhece, é um trio alemão de thrash metal formado em 1981, que esta lançando seu 14º full-lenght, com uma carreira irretocável e uma sonoridade pioneira que os colocam, na minha humilde opinião, como a maior banda de thrash do mundo, junto com Kreator talvez, mas um passo acima de todas as demais certamente, e esse album me fez ter certeza disso.

Liderado por Tom Angelripper, baixista e vocalista e único membro original, conta também com Bernemann na guitarra, com riffs e solos cada vez mais contundentes, e Makka, o caçula de grupo, com um trabalho muito competente com as baquetas.

Lançado pela famigerada Steamhammer (gravadora especializada em metal, que já lançou Angra, Annihilator, Kreator, Manowar e uma diversidade de medalhões), é um disco com uma produção impecável, com o nível de "sujeira" corretíssimo, e uma identidade artística que só poderia ser do Sodom. Uma coisa muito importante no meu conceito é a arte da capa, e esse ficou a cargo do famosíssimo Meran Karanitant, que tem Catalepsy, Enthroned, Six Feet Under, entre várias outras em seu cartel, e consegue exprimir com muita competência o que já é tradição nos albums desse conjunto, um caos bélico e apocaliptico. Sobre as canções, é um disco linear, coerente, coeso, pesado, com uma sequência perfeita, o que deixa as coisas muito fáceis de serem analisadas. O grande hit é a faixa de abertura e que ao meu ver, pode integrar o setlist dos shows pra sempre, com um riff cativante, uma bateria que não tem frescura e o vocal entoando um refrão mais que grudento, tem tudo pra ser um clássico. A canção homônima do disco é outra que merece destaque. Com uma levada mais tradicional, tanto ritmica, como da guitarra, nos remete ao Sodom "Napalm in the Morning", se é que me entendem. "Invocating the Demos" tambem entra como uma das minhas favoritas, como é massa um contra-baixo introduzindo uma canção com tanta imponência e maestria, além da quebradeira da batera quebrando tudo e o vocal na mais plena forma.

Como é legal e gratificante resenhar e compartilhar bandas que formaram a identidade musical de uma geração, e que conseguem fazer um som cada vez melhor, se rejuvencer, manter o espírito e a natureza do que fora outrora e que nunca deixaram de ser, e não viraram piada e nem uma paródia de si mesmos, mesmo com mais de 30 anos. Um disco sensacional, lindo, beirando a perfeição, da banda que ajudou a criar minha identidade músical e uma das únicas bandas de thrash que eu respeito toda a obra. Um cd que funcionará muito bem ao vivo, coeso, soberbo, pesado, no auge da forma e maturidade ou resumindo tudo isso em uma só palavra: S.O.D.O.M. Baixe e veja por si só.


LastFM / Myspace

Tracklist:
1.My Final Bullet - 04:40      
2.S.O.D.O.M. - 03:46      
3.Epitome of Torture - 03:31
4.Stigmatized - 02:56      
5.Cannibal - 04:19      
6.Shoot Today - Kill Tomorrow - 04:01    
7.Invocating the Demons - 04:25    
8.Katjuscha - 03:43      
9.Into the Skies of War - 03:51      
10.Tracing the Victim - 04:46

Download:
Rapidshare / Mega /Freakshare / Queenshare / Turbobit / Cloudzer

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.