quarta-feira, 29 de maio de 2013
Avatar

Amplifier - Echo Street

2 comentários


Gênero: Rock Progressivo, Rock Alternativo
País: Reino Unido
Ano: 2013

Comentário: É sempre bom ouvir algo diferente. Não precisa ser necessariamente experimental, ou um som completamente novo. Ser próprio, marcadamente autoral já basta. Não conhecia o trabalho dos caras do Amplifier, que lançaram seu quarto disco esse ano, o Echo Street. A banda, como vocês já devem imaginar, tem um som bem próprio. Pra resumir, diria que algo em uma versão dark de Flaming Lips, ligeiramente influenciada por Pink Floyd e Black Sabbath. E com bastante sintetizador.

O som é pesado e crescente. As primeiras músicas começam mais devagar, mas já vão pondo as cartas em jogo. O baixo chega rápido e sujo, o batera começa a cadenciar o ritmo sem muita pressa, contido. A coisa vai ficando mais pesada, pedindo pra entrar numa conclusão, e ai entram as guitarras. As duas vem logo de cara dando um grande peso pras músicas enquanto o vocalista, Sel Balamir, continua cantando em um tom completamente despreocupado. O psicodelismo se une a um peso na medida certa, com riffs muito bem executados.

Ai entram as quebradas. Bem colocadas, elas ditam o ritmo entre as diversas partes do disco e das próprias músicas, tendo em vista a generosa hora de duração do álbum. As oito músicas acabam soando como mais ainda. Temos momentos melódicos, mais arrastados e outros de pura porrada no som. As guitarras soam quase limpas, mas com algumas pequenas distorções que dão uma cara própria pra cada uma delas. Os solos de cada uma, as vezes bem no limite da farofada - quem não curte, vamos admitir - nunca extrapolam o bom senso da produção e da estética.


Mais pra frente no disco, não só as guitarras se destacam, todo mundo consegue seu momento no holofote. Já no final da segunda música a bateria dá uma bela engatada pra depois dar espaço pras distorções eletrônicas. As duas guitarras vão alternando entre momentos mais rápidos juntos, de baixo ou alto tom. As vezes a distorção vem aliada ao peso e em outros pontos das músicas, principalmente nos primeiros minutos e nas quebras de ritmo, soam cristalinas.

É um som diferente, bem marcante e lançado esse ano. Do que ouvi até agora, lotado de discos parecidos e lugar comum. Então, faça esse favor a si mesmo e ouça o Echo Street o mais rápido possível.



Tracklist:
1. Matmos 8:14
2. The Wheel 7:11
3. Extra Vehicular 12:13
4. Where the river goes 6:34
5. Paris in the spring 8:36
6. Between today & today 4:56
7. Echo Street 5:58
8. Mary Rose 7:17


Download: MEGA

2 Responses so far.

  1. Anônimo says:

    Muito bom!

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.