quarta-feira, 29 de maio de 2013
Avatar

Vreid - I Krig

0 comentários

Gênero: Black Metal
País: Noruega
Ano: 2007

Comentário: Em 2004 tragicamente se encerrava a trajetória do Windir, banda de Black Metal norueguesa que, apesar de não ter sido tão pop quanto o Burzum, também foi fatídicamente influente e exitosa até a trágica morte do seu frontman Valfar, em 2004, vítima de hipotermia ao tentar atravessar uma floresta congelada. Desse término surgiram diversas bandas levadas a cabo por seus ex-membros, que embora no Windir existissem sob a sombra criativa de Valfar, fora dela acabaram dando origem a bandas com veias totalmente diferentes e, dentre estas, a que mais se destaca é o Vreid, especialmente por que todos seus quatro membros eram membros do Windir. Indo além do Black Metal com fortes raízes folk do Windir, o Vreid apostou desde seu início numa proposta bem mais guardachuvesca, abrangindo diversos estilos numa receita que acabou gerando um Black Metal com ar de tradicional mas com roupagem totalmente nova.

Muitas vezes apontado como Melodic Black Metal ou Thrash/Black Metal, nenhum desses rótulos em minha opnião fazem jus à sonoridade do Vreid. Em seus primeiros discos era visível a influência do Darkthrone na sonoridade do grupo, que embora ainda mantivesse influências melódicas vindas do Windir, apostava em riffs totalmente punkzados e uma bateria perigosamente influenciada pelo D-beat. No entanto, a partir de seu terceiro álbum, I Krig, este que vos posto, a sonoridade do grupo tomou proporções ainda maiores com direito a instrumentos pouco usuais, uma alma folk evidente mas sem a proporção épica de bandas mais canônicas que abraçam esta proposta, e com principalmente uma criatividade imensa pra sair dos riffs tradicionais do Black Metal sem em nenhum momento perder a sensação de se estar ouvindo um Black Metal norueguês de mais alta estirpe.

I Krig é um álbum que consegue cativar de forma tão intensa, que cada novo elemento que a banda adiciona a seu Black Metal ao longo da audição nos entretém perfeitamente, sem susto e sem surpresa. A primeira faixa do disco, Jambyrd já começa com um riff sem tremolos, bastante punk e direto, embora os vocais sejam totalmente ao melhor estilo do Black Metal norueguês da década de noventa, tornando a faixa uma excelente evolução dos trabalhos do Darkthrone. Mas logo depois essa sonoridade dá lugar ao Folk rápido e galopante dos riffs de Under Isen, que no melhor estilo Windir começa rápida e melódica, mesmo que tenha seu "refrão" tipicamente darkthroniano dando as caras cedo ou tarde. Somente essas duas faixas já dão uma excelente idéia do estilo do Vreid: um delicioso misto de riffs com o peso e violência do Black Metal, mas com estrutura e energia totalmente punks, com uma atmosfera folk com direito a epicidade toda a qual o estilo se propõe, sem medo até de usar instrumentos pouco ortodoxos ao Black Metal, coros em quase todas as faixas e tudo mais. Windir e Darkthrone, esses são os nomes a se pensar ao se falar de I Krig, um disco que reune basicamente Punk e Folk num Black Metal totalmente norueguês. E a temática predominante bélica é um elemento que torna a banda ainda mais energética e interessante.

Mais que uma banda que surgiu do Windir, em discos como esse o Vreid criou sua prória identidade, ainda que sentado sobre ombros de gigantes. Sem dúvida um dos melhores álbums de Black Metal da década passada, simplesmente indispensável.



Tracklist:

1. Jarnbyrd 06:29
2. Under Isen 03:35
3. I Krig 08:40
4. Væpna Lengsel 04:03
5. Svart 03:53
6. Folkefiendar 03:57
7. Dei Daude Steig Av Grav 05:12
8. Fangegard 03:58
9.Millom Hav Og Fjell 05:14


Download:

MEGA (breve outros links)

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.