sábado, 24 de agosto de 2013
Avatar

Nina Simone - Silk & Soul

3 comentários

Gênero: Jazz / R&B / Soul / Blues / Gospel
País: EUA
Ano: 1967

Comentário: Atendendo aos pedidos da Ariel, eu decidi escrever sobre uma mulher que, além de magnífica pianista, cantora e compositora, acabou tornando-se um ícone da luta contra o racismo e o machismo.

Em sua carreira, Simone passeou por diversos gêneros musicais, em Silk & Soul não poderia ser de outra forma. Eu consigo dividir o disco em duas partes, uma parte "Silk", aveludada e doce. A segunda parte seria a "Soul", sensual e dançante. Claro que essa divisão não é natural e nem tão clara, foi só uma forma de facilitar a análise do disco, quando o assunto é Nina Simone, as coisas nunca são tão preto no branco.

A primeira parte é composta pelas belíssimas Turning Point, Cherish, The Look Of Love, Love O' Love e a autoral, Consummation. Em Turning Point, Nina conta a estória de uma pequena garota que não pode brincar com sua coleguinha de classe, pois sua mãe não aprova que ela se divirta com meninas com a pele "cor de chocolate". Apesar da pesada crítica social, a performance de Nina é tão estonteante a ponto de fazer parecer que a música é uma canção de ninar. Consummation é outra que vale destacar, baseada na obra de Sebastian Bach, o compositor favorito de Nina. É também o momento mais emotivo e aonde ela mostra toda a força de suas cordas vocais.

Da segunda parte, a versão de I Wish I Knew How It Would Feel To Be Free de Billy Taylor é um dos destaques com a emoção na voz de Nina crescendo conforme o andamento da canção se acelera. Já Some Say é um mergulho no melhor do Soul, com um trabalho lindo de percussão e nos metais.

Silk & Soul é só mais uma prova do quão versátil Nina Simone pode ser, do quanto ela se sente à vontade lutando ou amando, talvez as duas coisas nem estejam tão distantes, não sei. O que eu sei é que você não deveria deixar de conferir este pedaço da discografia impecável de Nina Simone.

"Calling me a jazz singer was a way of ignoring my musical background because I didn't fit into white ideas of what a black performer should be. It was a racist thing; 'If she's black she must be a jazz singer."


Tracklist:
01. It Be's That Way Sometimes
02. The Look Of Love
03. Go To Hell
04. Love O' Love
05. Cherish
06. I Wish I Knew How It Would Feel To Be Free
07. Turn Me On
08. Turning Point
09. Some Say
10. Consummation

Download: Crocko//PutLocker//Bitshare//DepositFiles

3 Responses so far.

  1. Ariel says:

    Ah, que lindo, MH! Já baixei, já estou ouvindo e emocionada aqui! *-*

    Agora tu precisas postar o álbum que tem "To Love Somebody", né?! :B

  2. "Love Me Or Leave Me" você quis dizer, não é? Eu vou, só preciso de inspiração, já que o Litlle Girl Blue tem uma influencia muito maior de Jazz e música erudita, não me sinto muito à vontade discutindo gêneros que eu sou apenas um admirador :D

  3. Ariel says:

    Que estranho, MH, eu jurava que tinha uma música dela chamada "To Love Somebody", mas aceito esse álbum aí. O problema é que eu já procurei e não achei com links bons. Então, se você não quiser postar, eu aceito só o upload! :B

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.