sábado, 31 de agosto de 2013
Avatar

Stevie Wonder - Innervisions

0 comentários

Gênero: Soul / Jazz
País: EUA
Ano: 1973

Comentário: Incrível como, quando fugiu do romantismo clichê, a música Soul produziu frutos ainda mais maravilhosos. Assim como Marvin Gaye em What's Going On, Stevie Wonder fez um clássico com pesadas críticas sociais e políticas a sociedade americana da época, falando sobre o racismo, as drogas, os aspectos violentos da vida urbana e a decadência do sonho americano.

O primeiro destaque do disco é Too High com seu baixo jazzístico e percussão suingada, onde Stevie Wonder já faz sua primeira crítica social, alertando sobre a epidemia se espalhava rapidamente na sociedade americana.

Living For The City é o ponto alto do disco, onde Stevie lança mão dos diversos tons que pode alcançar com sua bela voz e com interpretação brilhante nos conta, em ótimos oito minutos, um pouco da história da comunidade negra, relatando, dentre outras coisas, a dificuldade de se encontrar um emprego, pois a "cidade" não gosta das "pessoas de cor".

Terceira canção que eu gostaria de destacar é belíssima balada All In Love Is Fair, apesar de ficar devendo nos arranjos que poderiam ser mais intrincados, a interpretação é maravilhosa e as letras mais ainda, aprenda umas lições Justin Timberlake, dá pra ser romântico sem ser piegas.

Só pra concluir, Innervisions é um disco maravilhoso, com certeza um dos meus favoritos, mesmo as canções que eu não fiz uma menção especial são ótimas, você não deveria deixar de adicionar a sua coleção.

Tracklist:
01. Too High
02. Visions
03. Living For The City
04. Golden Lady
05. Higher Ground
06. Jesus Children Of America
07. All In Love Is Fair
08. Don't You Worry 'Bout A Thing
09. He's Misstra Know-It-All



Download: DepositFiles//PutLocker//Crocko//Bitshare

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.