sábado, 25 de janeiro de 2014
Avatar

Eudaimony - Futile

1 comentários

Gênero: Post-Black Metal
País: Alemanha / Suécia
Ano: 2013

Comentário: Eudaimony é formada por membros já rodados no cenário do Black Metal. Jörg Heemann (Mosaic/Secrets of the Moon/Krieg) na bateria, Marcus E. Norman (Ancient Wisdom/Naglfar/Bewitched) na guitarra, baixo e teclado, Matthias Jell (Dark Fortress) no vocal e Peter Honsalek (Nachtreich) no piano e viola.

A estética do álbum consiste numa atmosfera profunda, depressiva, sempre acompanhada por um instrumental lento e bem tocado. A faixa de abertura já nos deixa claro isso tudo, aquele riff contínuo e estridente que se estende pela faixa, o teclado ajudando a reforçar o clima depressivo e o vocal transmitindo claramente as emoções contidas nas letras.

A bagagem musical dos membros certamente é um dos principais fatores para explicar a grande qualidade encontrada no álbum. Você não vai encontrar nada de inovador nesse álbum, tudo que foi feito já é algo de conhecimento de todos, o diferencial porém, é justamente o grande nível técnico dos membros da banda, que souberam fazer um álbum sólido e bastante agradável. Os vocais de Matthias certamente é um dos pontos de destaque do álbum, soube transferir ao ouvinte cada ideia e sentimento contido nas letras, o que é reforçado pelo instrumental.

Faixas como A Window In The Attic, trazem o lado mais depressivo e sombrio da banda, onde destaco o desemprenho do teclado, que ajuda a criar uma atmosfera tocante. Já a faixa título, traz uma pegada mais atmosférica, bem executada e agradável. A presença dos vocais limpos, acrescentam um sentimento de angústia no clima principal da faixa, onde o teclado vem a somar nesse quesito. Portraits é de imensa beleza, seu início acústico, acompanhado pelos vocais limpos e com uma batida quase eletrônica ao fundo, cedem espaço para passagens essencialmente feitas no violino (este presente em todo decorrer da faixa). A faixa de encerramento do álbum é a December's Hearse, onde o instrumental está impecável e faz uso dos teclados e violinos para acrescentar um clima angustiante que já vinha sendo desenvolvido pela banda. A faixa conta com a participação de Schwadorf (Empyrium / The Vision Bleak) nos vocais.

Futile foi um lançamento de 2013 que mereceu destaque. A ideia de fazer um som mais depressivo, triste e angustiante, mas de forma proveitosa e não forçada ao extremo, funcionou muito bem. Fica a expectativa de futuros lançamentos da banda e que sejam de grande qualidade como foi Futile.


Tracklist:

1. Ways To Indifference
2. Mute
3. A Window In The Attic
4. Futile
5. Portraits
6. Cold
7. Godforsaken
8. December’s Hearse

Download: Mega


One Response so far.

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.