sábado, 22 de março de 2014
Avatar

Noah Gundersen - Family

1 comentários

Gênero: Indie / Folk / Country
País: EUA
Ano: 2011

Comentário: O Gundersen me cativou por fazer de um EP com uma temática tão simples – família - um trabalho tão denso, visceral. Recorrendo as inspirações do indie folk e do country Noah consegue expressar uma enxurrada de sentidos/sentimentos, explico e exemplifico, seu vocal e o instrumental em “David”, primeira música do EP em conjunto alternam muito bem entre a visceralidade e a calmaria (aqui em alguns momentos, somente), destaque para os instrumentos de corda (especialmente o violino da Abby Gundersen, irmã do Noah presente em muitas faixas) e a percussão bem marcada em alguns pontos: a junção de ambos dão o tom forte que a letra pede.

Outra característica cativante do álbum: o ecletismo de sensações que ele passa. “Fire” é um hino, basicamente; um hino libertador. Embora o Noah utilize diversas temáticas religiosas não vejo nada de forçado nele, a música transcende a sua espiritualidade/religião e torna-se universal. Aliás sempre tive um pé atrás com músicas com essa temática, relutava em ouvir algo que fizesse da música em si espaço para temas religiosos, mas não resisti ao Noah Gundersen porque o tipo de música que ele faz combina com uma pregação semivelada que suas letras trazem – nada em exagero, mas elas estão lá sim e não podem ser negadas.

“Nashville” vai na mesma vibe libertadora de “Fire”, mas é um homem a procura de sua casa. Um pequeno parêntese aqui para eu comentar sobre a capa do álbum que eu acho de um minimalismo incrível e genialmente combinando com todas as temáticas que o Gundersen apresenta. “Nashville” é uma das minhas faixas favoritas do EP – esse regresso para casa com esses violinos e o vocal crescente do Noah realmente me prendem, é como respirar aliviado depois de uma tormenta; libertador. Bem, acho que libertador é realmente a palavra-chave que resume muito bem o início do EP.

“San Antonio Fading” é uma típica canção de amor, suave e gentil, ela não tem a agilidade que as faixas anteriores apresentam e para mim, em um EP, isso é ótimo, quebra um pouco o ritmo par mostrar a versatilidade do artista, e mesmo a temática religiosa se repetindo o Noah consegue manter tudo em uma vibe meio “Hallelujah”, fazer com sua fé verdadeiros hinos que vão além da própria fé: falam de bondade, liberdade e amor.

Finalizando o EP temos “Honests Songs”, que conta com a participação de Abby Gundersen aqui em voz e suavidade. Lendo o release do EP e ouvindo as faixas em conjunto é realmente comprovado que Noah é uma “antítese” de seu tempo: um jovem religioso e que valoriza sua família sem aquela megalomania de “valores tradicionais da família e blá blá blá”, é uma homenagem honesta aqueles que ele ama, que o ensinaram a ser como ele é. “Garden” conta mais uma vez com a presença harmônica do violino em sua temática de superação, pois “mesmo nos menores lugares, pode crescer um jardim”. E por último, e talvez essencialmente importante “Family”. Ah, como eu adoro a letra dessa música, inicialmente parece que destoa do álbum, é mais suja tematicamente, tem um vocal crescente do Noah realmente bom em dado momento, mas ainda mantém a estética de bondade, libertação e amor do EP e é nessa contradição que reside quase toda a minha admiração pelo trabalho desse cara. E essa faixa está na trilha sonora da quarta temporada de “Sons of Anarchy” (série que preciso começar a ver desesperadamente). Voltando a faixa em si elafaz dos excluídos e marginalizados da rua uma família, os dá união e integralidade, os faz unos: e é nessa questão que está a estética do Noah – fazer de todo conjunto de pessoas que se admiram e se ajudam uma família, não importa de que tipo. E eu realmente acredito que é disso que o mundo precisa – uma família.

[Bandcamp / Facebook]

Tracklist:

1. David
2. Fire
3. Nashville
4. San Antonio Fading
5. Honest Songs
6. Garden
7. Family

Download: MEGA


One Response so far.

  1. anjello says:

    não veja sons of anarchy.. o roteiro é um lixo. novela da globo

    não ouvi o disco... esse canto sussurrado demais não me agradou, sinceramente achei forçado.
    é um estilo muito difícil de tocar, por quem veio antes já fez o que parece ser o melhor do tema

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.