sábado, 19 de abril de 2014
Avatar

Rolland Hazzard - Young Girls

2 comentários

Gênero: Blues / Garage Rock / Indie Rock
País: EUA
Ano: 2014

Comentário: Estava com muita vontade de voltar a resenhar pro blog, mas queria resenhar algo que eu nunca tivesse escutado, mas que de “a primeira ouvida” me agradasse ao ponto de me deixar elétrico e morrendo de vontade de resenhar, ensaiei duas resenhas antes dessa, que talvez, um dia eu possa vir a terminar, mas nenhum dos outros dois álbuns me capturou tanto quando o “Young Girls.”

Minhas pesquisas não obtiveram muito sucesso, o que posso dizer da banda é que: O Rolland Hazzard é uma típica banda do interior dos Estados Unidos, oriundos do Texas, formada em 2002, com dois trabalhos anteriormente lançados, o EP “Christmas Day” e o “Christmas Day B-sides. Ok, agora vamos a coisas que me agradaram na banda além da capa que esteticamente eu achei maravilhosa para o álbum: o garage rock despreocupado/despudorado/leve que eles fazem. Não parece, mas sempre que posso recorro a esse estilo e é quase certo de me sentir agradado.

As duas primeiras faixas “Young Girls” e “Gold”, são típicas do estilo que descrevi acima e juntas funcionam muito bem, uma sequência muito bem escolhida para iniciar o álbum, aliás a crescente que “Gold” apresenta é incrível, além de um refrão que fica meio grudado na sua cabeça – um desses famosos refrões-chiclete com uma sonoridade fodalizamente contagiante.

Até “My Name” o álbum segue todo em um up contagiante do típico garage rock texano. “My Name” vem quebrar a estrutura do álbum – e isso é muito bom. Música mais lenta, mais puxada pra um blues, distorções no vocal, cordas bem marcadas, música maravilhosa, tanto na sequência do álbum quanto sozinha, uma das minhas preferidas. “Imaginary Kindgon”, a faixa seguinte, cai no blues e desculpem o palavrão, mas porra, eu estava esperando justamente isso no álbum, bluesão melancólico de vocal sujo e nostálgico – aqui mais um motivo irrefutável pra dar uma chance a banda.

“Baptized”, conta com a introdução instrumental mais linda do álbum, um lindo flerte com o country, se assim posso dizer, as faixas seguintes sequem mais ou menos na mesma linha dela, só há uma nova quebra com “Ghost of Memphis”, um retorno ao blues, aqui mais explosivo; visceral, muito merecido para encerrar o álbum – que em si não tem um ponto alto destacado, mas é despudoradamente bom e intenso; que realmente me agradou em vários sentidos e que eu vou colocar nos meus dispositivos móveis de áudio para ouvir sempre.


Tracklist:
01. Young Girls   
02. Gold   
03. Hether St.  
04.Fuck Around  
05. My Name  
06. Imaginary Kingdom  
07. Tonight's Trouble  
08. Baptized  
09. They Don't Know  
10. Summer Worship   
11. Ghosts of Memphis 

Download: MEGA

2 Responses so far.

  1. Curti a vibe descontraída desse álbum, me lembra os trabalhos do Supersukers que flertam com country e blues,

  2. Cléverson says:

    Sensacional!

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.