domingo, 16 de novembro de 2014
Avatar

Porco na Cena # 47 - Doomsday Fest 2014

0 comentários

São Paulo, minha São Paulo. Aaah São Paulo, com domingos de secas, meu Brasil de tretas! Já há alguns meses havia preocupações sociais e políticas circulando via facebook e congressos. Podemos condensar o domingo do dia 26 numa fornalha de panfletagem política de tudo que é lado; com alguma garoa pra tirar a aridez da coisa toda. Sim, o domingo foi quente em vários sentidos.

Mas é domingo, e todos sabem que um domingo sufocante é um bom dia pra pegar aquela camiseta cinzenta do Venom - e que mal cabe direito - e prestigiar mais um evento do nosso Doom Metal, arquitetado mais uma vez pela Last Time Produções (que está ativamente trazendo o Doom nacional aos fins de semana de São Paulo e atraindo um público cada vez maior e mais fiel).

(crédito das fotos a Thiago Santos)





Sente a vibe do lugar.


O lugar dos shows foi o Morpheus Club, bem acessível e permeado de bons botecos ao redor. Ao longo das paredes havia vários cartazes, inclusive um bem grande com o escrito ''grude aqui sua meleca do nariz''. O banheiro masculino também tinha uns cartazes, é, hm, bem chamativos. O clube possui dois ambientes: um bar no térreo e o palco no subsolo; é um lugar até que bem grande (só falta ter um jeito mais fácil e confortável de sair pra fumar, beber e conversar).

QERBERO



Chegando um pouco atrasado, como é de praxe, encontro o Qerbero executando um sludge bem forte, ainda que não seja purista; há uma bela porção de melodias cantaroladas pela guitarra. Isso não impede de ficar meio zumbi no show da banda, levado pelos riffs e porradas que cada música expõe. No entanto, alguns problemas técnicos ao longo do show comprometeram um pouco da performance da banda. Apesar disso tudo, foi um ótimo show, com uma musica excelente.

Setlist:

1- Devoto
2- O Canto Devir
3- O Homem dos Avessos
4- Música nova (sem título)
5- Instrumental

SATURNDUST



O Saturndust mais uma vez! A banda havia tocado num evento anterior, o Autumn Darkness, mas sem a presença do baixista. E como aquele som grave havia feito falta... agora com o trio completo, foi possível apreciar cada detalhe e cada riff. Os vocais etéreos são a cereja do bolo da banda e, pra mim, o que mais chamou a atenção. A performance da banda, que no evento anterior foi muito boa, me pareceu dez vezes melhor neste show aqui - não só pela presença do baixo, mas pela cara da banda no geral. Os vocais estavam bem mais cabulosos do que na última vez, mas talvez seja impressão minha. 

Setlist:

1- All Transmissions Have Been Lost
2- Gravitation of a Hollow Body
3- Mardi Gras
4- Realm of Nothing
5- The Black Mirage

CONTEMPTY



Eis aqui uma grande surpresa. Pelo rótulo ''death doom'', eu já sabia mais ou menos o que esperar do Contempty: não muitos arranjos de inventividade ou criação. Sabe aquele momento e aquela cara que você faz quando se engana grandemente? Foi meu sentimento perante a poderosa música dessa banda. Os caras impõem um sentimento bem forte no que fazem, tanto nas belas composições quanto na performance. O vocal/ tecladista, mais precisamente. No meio do show, a banda dedica uma música a um colega que havia morrido algum tempo antes, e nessa hora deu pra sentir latente a emoção e apego que os músicos expuseram. Quando houver outro show da banda minha presença será garantida.

Setlist:

1- Knell of Demise
2- Gaping Deception in Guiltless Eyes
3- Lethargy
4- Lifeless
5-My Voiceless Heaven
6- Woe is Me
7- In Myself Rotting

ABSKE FIDES



Enfim, o motivo de eu ter ido ao festival. O sludge nervoso do Abske Fides! (discorde do meu rótulo e os chame de Funeral, mas essa pedrada é definitivamente um sludge bem nervoso)
Além da banda, há projetos musicais e outras bandas dos membros que são bem interessantes; o post rock do Shyy, o death metal à la Suécia do Infamous Glory e o eletro do Afro Hooligans, todos de excelente qualidade. O Abske Fides não fica por baixo.

De repente, todas as luzes se apagam: iria começar uma cerimônia. Capuzes devidamente vestidos, e riffs devidamente destilados. Não achei que o som dos equipamentos estivesse bom o suficiente pra eu curtir o tanto que pretendia. As músicas são muito boas, mas a sonoridade tava um sujo bem incômodo, provindo provavelmente de erros na aparelhagem. Comprometeu bastante minha impressão sobre o show e me fez arrepender amargamente de ter perdido o Exhale the Sound deste ano, onde o Abske Fides fez seu show e foi extremamente elogiado.

Setlist:

1- Post Morttum
2- Hopeless Drowned in Silence
3- Won't You Come?
4- Aesthetic Hallucination of Reality
5- 4:48
6- Embroided in Reflections



Aproveitando o espaço, haverá mais um evento organizado pela Last Time produções no dia 29 de novembro. Presencie mais uma celebração do Doom Metal nacional!

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.