terça-feira, 7 de abril de 2015
Avatar

Leviathan - Scar Sighted

0 comentários

Gênero: Ambient Black Metal
País: Estados Unidos
Ano: 2015

Comentário: Não é difícil compreender o motivo do Leviathan desfrutar de uma grande popularidade, a extensa discografia da banda conta com vários trabalhos de qualidade e que se sobressaem em relação à vários nomes do estilo. Apesar disso, a imagem deixada pelo Leviathan no até então último álbum de estúdio True Traitor, True Whore, não fazia jus ao que a banda já havia apresentado anteriormente, por mais que o álbum contasse com bons momentos ao longo de suas 8 faixas.

Cerca de 4 anos se passaram desde então, marcados pela ausência de lançamentos da banda que costumava a lançar algo com certa frequência. Nesse período a banda apenas participou de um split com o Krieg, contribuindo com uma faixa. Wrest nesse período participou do último álbum do Twilight, lançado ano passado.

Em 2015 finalmente Wrest retorna com as atividades do Leviathan, Scar Sighted foi lançado pelo ótimo selo da Profunde Lore Records no último dia 3 de março. Wrest oferece aos ouvintes uma viagem dentro de sua forma paranoica, perturbadora e insana de se fazer música, apresentando uma qualidade e inspiração que faltaram nos últimos mateiras lançados pelo Leviathan.

A primeira coisa em Scar Sighted que me chamou a atenção, foi a produção impecável que o álbum possui. Billy Anderson, que já produziu álbuns de bandas como Acid King, Agalloch, Neurosis e High on Fire, colocou todo seu talento à disposição do Leviathan.

Outra coisa que me chamou a atenção em Scar Sighted, foi o vasto repertório apresentado. Nada que chega se soar isolado ou perdido dentro do álbum, Wrest sabe como pegar as suas ideias vindas das mais diversas fontes de influências e encaixar tudo de forma precisa. Talvez isso seja algo que faltou no lançamento anterior feito pela banda. Além daquele Black Metal caótico e agressivo que serve de base para o som da banda, Wrest foi capaz de introduzir uma camada Ambient bem densa, além de flertar com elementos do Death e Doom Metal ao decorrer do álbum.

Aquela atmosfera sombria e sufocante característica dos melhores trabalhos da banda está de volta e em grande forma. Dawn Vibration é o primeira grande momento do álbum na minha opinião, uma faixa direta e agressiva que dispõe de uma série de ótimos riffs, com Wrest utilizando diversos tipos de vocalização, algo marcante na música da banda. Wicked Fields of Calm apresenta uma atmosfera sombria, gélida e perturbadora, com um instrumental repleto de guitarras estridentes num timbre que se sobressei ao instrumental. Tudo na faixa brilha de alguma forma, desde a percussão mais administrada aos teclados bem inseridos ao longo do refrão. A faixa título é na minha opinião, a melhor faixa do álbum. Ao longo de 10 minutos, Wrest consegue transmitir toda a sensação de dor, fúria e caos que a ideia central do álbum propõe. A estrutura da faixa me lembra algo de uma das melhores épocas do Xasthur, A depressão contínua propostq pela banda nesta faixa, não desaparece nem na parte final onde o instrumental retorna aos moldes de agressividade e intensidade apresentados ao decorrer do álbum.

Scar Sighted foi bem além das minhas expectativas, por mais que eu esperasse por um Leviathan retornando com um trabalho de qualidade, não imaginei que Wrest conseguiria revigorar e revitalizar a banda dessa maneira. O álbum tem tudo para figurar entre os melhores álbuns de 2015.



Tracklist:

01. –
02. The Smoke Of Their Torment
03. Dawn Vibration
04. Gardens Of Corprolite
05. Wicked Fields Of Calm
06. Within Thrall
07. A Veil Is Lifted
08. Scar Sighted
09. All Tongues Toward
10. Aphōnos

Ouça em: Spotify


Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.