quarta-feira, 3 de junho de 2015
Avatar

Öxxö Xööx - Nämïdäë

2 comentários

Gênero: Avant-Garde / Doom / Gothic / Symphonic Metal
País: França
Ano: 2015

Comentário: Öxxö Xööx é uma forte candidata ao título de banda mais peculiar que já resenhei em meu período como membro do Ignes Elevanium. Inicialmente, tenho que ressaltar que gosto de peculiaridades, de encontrar bandas que fujam um pouco do óbvio e que não coloquem limites aos termos de criação musical. O Öxxö Xööx se enquadra ´perfeitamente nessa breve descrição e vai até um pouco mais além dela. O fato é que a banda lançou recentemente seu segundo álbum de estúdio, intitulado Nämïdäë.

Para entender melhor a diversidade por trás da banda, o seu idealizador é Laurent Lunoir, que já demonstrou no Igorrr seu jeito pouco convencional de criar música. O nome da banda é uma representação em binário do número 69, assim como na linguagem criada pela banda. Sim, a banda criou uma linguagem ficcional para criar sua música, apesar de usar inglês em algumas partes.

Eu ainda não escutei com maior tranquilidade e atenção ao álbum de estréia da banda, o que me impossibilita de criar um comparativo entre os mesmos. Focando somente em Nämïdäë, tenho que dizer que não é algo fácil de se digerir, a banda possui uma grande complexidade musical e não se prende à um simples contexto para criar sua música. Dos elementos mais presentes em sua música como o Doom e Gothic, à passagens sinfônicas, momentos operísticos e outros vindos do metal extremo, a música do Öxxö Xööx se torna difícil de se descrever precisamente. Os vocais são bem encaixados e apresentam uma diversidade impressionante, tanto o vocal masculino quanto o feminino, que ajudam a criar essa atmosfera encantadora contida no álbum.

A sonoridade da banda não é algo forçado para chamar atenção, a banda segue sua própria fórmula de fazer música. Äbÿm, faixa utilizada na divulgação do álbum, traz toda uma orquestração impressionante, uma percussão impactante e de ritmo imprevisível, além de um dueto alucinante entre os vocalistas. Dälëït tem uma atmosfera densa e hipnotizante, faz um uso marcante de órgão e cravo, além de apresentar alguns ótimos riffs em seu decorrer, além de uma ótima variação rítmica do instrumental.

Diante da grande diversidade apresentada pelo Öxxö Xööx em Nämïdäë, o álbum se torna uma grande viagem dentro do universo particular da banda. A sonoridade impressiona de maneira que me faltam palavras para descrever, mas ressalto a grande importância dos vocalistas no resultado final da música criada pela banda, conduzem de maneira incrível o álbum e apresentam uma qualidade indiscutível.

Nämïdäë conta com uma ótima produção e foi lançado pela Blood Music no dia 26 de Maio. Definitivamente um álbum que merece ser ouvido entre tantos lançamentos em 2015, não só pela diversidade musical e ideias peculiares que envolvem a banda, mas pela grande jornada e experiência que o álbum proporciona ao ouvinte. Não é o tipo de música mais fácil de se ouvir, mas algo diferente e bem construído, com uma qualidade difícil de se encontrar e que vale cada trema utilizada nessa resenha.





Tracklist:

01 - Därkäë
02 - LMDLM
03 - Ländäë
04 - Dä Ï Lün
05 - Lör
06 - Lücï
07 - Äbÿm
08 - Dälëïth
09 - Ü

Download: Bandcamp

Ouça em: Spotify

2 Responses so far.

Leave a Reply

Link Off? Comente aqui mesmo ou na caixinha de bate papo ali do lado que a gente reposta rapidinho.

 
Ignes Elevanium © 2011 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings

Poucos direitos reservados a nós e muitos para as bandas.